Estado retoma repasses para implantação do Samu no Leste de Minas

406

Convênio firmado entre Governo de Minas e municípios prevê liberação de R$ 400 mil mensais

A implantação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) no Leste de Minas Gerais foi retomada com a liberação de R$ 1,2 milhão pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG). O Samu Leste tem sede em Governador Valadares e cinco unidades móveis de suporte avançado. Ao todo, 51 municípios e cerca de 800 mil habitantes estão na região atendida pelo convênio entre o Estado e o Consórcio Intermunicipal de Saúde da Rede de Urgência e Emergência do Leste de Minas (Consurge).

A parceria prevê o repasse de R$ 5,4 milhões. Destes, já foram destinados 72% e o R$ 1,5 milhão restante será liberado pelo governo estadual em parcelas de R$ 400 mil a cada mês. O convênio prevê contrapartida dos municípios e, após entrar em pleno funcionamento, poderá pleitear habilitação pelo Ministério da Saúde para receber aportes federais. 

“Sabemos da importância dos atendimentos de urgência e emergência e, por isso, estamos direcionando nossos recursos financeiros para os programas prioritários. O Samu Leste é um deles e, juntamente com o apoio de deputados da região, estamos retomando os investimentos a fim de garantir uma saúde de mais qualidade aos habitantes”, ressaltou o secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral. 

Segundo o diretor executivo do Consurge, Narcélio Alves da Costa, foi realizado concurso para contratação da equipe e treinamento para 320 profissionais para o Samu Leste. “Sabemos das dificuldades do Estado e, por isso, reconhecemos o empenho da SES-MG, tanto no nível central, quanto por meio da Regional de Saúde, para viabilizar a implantação do serviço o mais rápido possível”, disse. 

Agência Minas

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui