Mário Heringer culpa Bolsonaro e acusa imprensa de Manhuaçu sem citar o veículo

34

Um Vídeo do deputado Mário Heringer que circula nas redes sociais sobre a proposta do Contorno Rodoviário de Manhuaçu que, segundo o deputado, estava aprovado no Orçamento do Congresso e foi vetado pelo presidente, está causando muita polêmica e um “mal estar” na imprensa de Manhuaçu.

O deputado Mário Heringer acusa a imprensa do interior de Minas de jornalismo marrom “uma determinada imprensa do interior”… “notícia mal interpretada, de notícia não apurada, de jornalismo de meia boca, de jornalismo marrom, que é comprado por outros políticos”, sem citar o veículo de comunicação.

Segundo o deputado, ele, o deputado Paulo Abi-Ackel, o deputado Subtenente Gonzaga, o deputado Misael Varella e mais nove deputados do estado de Minas Gerais também votaram e aprovaram.  “Quem vetou foi o presidente da República. Nós fizemos o nosso trabalho. E vamos continuar insistindo. E vamos continuar brigando até ver essa questão solucionada.”

O povo não cai mais nestas narrativas, eles sabiam que no momento o país não tem dinheiro para obras deste porte, a prioridade agora é cuidar da pandemia e da economia, é interessante notar que o Brasil hoje está quebrado, por duas razões os grandes desfalques dos governos passados e a pandemia. Nos governos de Lula, Dilma e Temer, dos mesmos grupos de apoio dos senhores, recursos não faltavam e porque os senhores não aprovaram emendas para esta obra necessária em Manhuaçu, e agora querem culpar Bolsonaro!

Dos deputados citados por Mário Heringer o único que tem garantia de ser reeleito é o Misael Varella. A nossa região está cheia de apoiadores de Bolsonaro, são centenas de grupos de apoio, e principalmente de pessoas que nunca se envolveram em política, mas que estão se identificando com a maneira correta e sem corrupção que Bolsonaro governa, e essa gente vai trabalhar pedindo para votar nos candidatos indicados por Bolsonaro, então tem muitos deputados aí podem ficar de fora.
Com informações de Aloísio do ACM

VEJA VÍDEO:

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui