Minas é o primeiro Estado a inaugurar casas em parceria com o Minha Casa Minha Vida 2

21

minas-As primeiras casas com o novo padrão habitacional foram entregues a 40 famílias do município de Santa Cruz do Escalvado, na Zona da Mata.

O Governo de Minas entregou nesta sexta-feira (7/6), as primeiras casas com o novo padrão habitacional adotado na segunda etapa do Programa Minha Casa, Minha Vida. Foram entregues a 40 famílias do município de Santa Cruz do Escalvado, na Zona da Mata, as chaves do Conjunto Habitacional Renascer. A construção das casas recebeu o investimento de R$ 1,9 milhão, sendo R$ 764 mil do Governo de Minas, R$ 1 milhão do governo federal e R$ 144 mil em recursos da prefeitura municipal.

A solenidade de inauguração do conjunto habitacional Renascer marcou o início das entregas dos imóveis construídos pela parceria do Governo de Minas, através do Programa Lares Geraes, com o governo federal, no Programa Minha Casa, Minha Vida 2 (MCMV 2). Principal executora do programa MCMV 2 em Minas Gerais, a Cohab Minas está responsável pela construção de 7,1 mil casas em 190 municípios nesta segunda etapa do programa, que vai beneficiar 28 mil pessoas diretamente. Os municípios beneficiados têm até 50 mil habitantes, foco de atuação da companhia de habitação do Estado. A meta é concluir a entrega de todas as habitações até março de 2014.

As novas casas, que já estão equipadas com aquecedor solar, por meio de convênio com a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), possuem dois quartos, sala, cozinha, banheiro, circulação e área de serviço, totalizando 40,79 m² de área. Além disso, as casas podem ser ampliadas horizontalmente e receber adaptações em termos de acessibilidade para cadeirantes.

A cerimônia teve a participação da diretora do Departamento de Produção Habitacional do Ministério das Cidades, Maria do Carmo Avesani; do presidente da Cohab Minas, Octacílio Machado Junior; do diretor de desenvolvimento e construção da Cohab Minas, José Antônio Cintra;do prefeito Gilmar de Paula Lima; do presidente da Domus Companhia Hipotecária, Geraldo Majela dos Santos; do vice-presidente do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG), José Santanna de Vasconcelos, deputados e prefeitos da região.

A parceria entre os governos federal, estadual e municipal foi parabenizada pela diretora do Departamento de Produção Habitacional do Ministério das Cidades, Maria do Carmo Avesani. “Hoje é um dia especialmente feliz. Não é só uma entrega de casas. Trata-se de uma entrega de casas bonitas e de qualidade. O prefeito Gilmar de Paula Lima é um homem de muita grandeza ao reconhecer que este é o resultado de um trabalho de parceria”, disse a diretora. Ela ainda lembrou às famílias o compromisso que têm com o benefício que acabaram de receber. “É importante que mesmo em tempos muito difíceis vocês resistam a uma oferta de compra. Não vendam as casas pois este é um benefício dado pelo governo e quem está recebendo agora não vai receber uma segunda vez”, disse.

O presidente da Cohab Minas, Octacílio Machado Júnior, parabenizou os novos mutuários e explicou que dentro de 30 dias uma equipe da Companhia vai se reunir com eles e com a equipe social do município para explicar os direitos e deveres de quem recebe a casa própria. O presidente deu ainda boas vindas aos novos mutuários. “Agora vocês fazem parte da nossa família, a família Cohab. Sejam bem vindos”.

Famílias vivem a expectativa do sonho da casa própria

Minutos antes da cerimônia, Eliana Marques Gomes, 41 e Beatriz Florêncio Marciano, viviam a expectativa da conquista da casa própria. Eliana é casada com Antônio Rosa Gomes, 42, há 11 anos, mas há 18 vivem juntos. O casal tem cinco filhos com idades entre nove e 18 anos. A família vive em uma casa alugada por R$ 150,00, de pé direito baixo, com cinco cômodos – sala, cozinha, banheiro e dois quartos – a mesma distribuição da moradia que vão receber. Mas no conjunto família vai desfrutar de uma casa mais arejada e iluminada, cômodos com forro e um piso cerâmico.

No outro lado da cidade está Beatriz Florêncio Marciano. Ela não tem muito tempo para falar. Está arrumando o casal de filhos de nove e cinco anos para irem à solenidade de entrega do conjunto habitacional Renascer. Gilmar Ferreira dos Santos, 44, esposo de Beatriz é quem nos atende. Ele conta que o aluguel da casa está em R$ 200,00 e que somando as contas de água e luz chega a pagar R$ 300,00 ou mais por mês. Agora, comemora que pela primeira vez na vida, toda a família passa a ter um teto próprio para se abrigar, deixando de pagar aluguel todo mês para pagar a prestação de uma casa que será deles.

Agência Minas

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui