Prefeito de Durandé pode ser afastado por ausência do município

204

Por Devair G. Oliveira

Caso inusitado está acontecendo no município de Durandé MG, desde a morte do prefeito José Elias ocorrido em 17/10/2023. Tomou posse o vice-prefeito Dr. Adriano Feitosa, e desde março de 2024 ele fica ausente do município durante a semana e apenas sábado e domingo fica na cidade, e isso vem preocupando os moradores da cidade pela ausência do prefeito.

Os munícipes; Geraldo Huebra, Diego Carlos Dias Historck e Gerciley Clementino da Silva resolveram levar o caso ao presidente da Câmara Municipal de Durandé o vereador Renato Schuenck (PSD) que acatou a denúncia e levou ao plenário para a votação de uma CPI, 5 vereadores votaram na realização da CPI que já está em andamento e 4 vereadores votaram contra.

Presidente da Câmara de Durandé Renato ao Jornal das Montanhas.

“É uma situação um pouco complicada, mas nós não podemos tomar posição a não ser fazer uma CPI ouvir os envolvidos votar e levar ao Ministério Público para que tome uma decisão.
Se não bastasse ter passado quase toda a sua graduação residindo na cidade onde cursou a sua faculdade de medicina, enquanto ainda era vice-prefeito municipal, e agora como prefeito Municipal Adriano Alves Feitosa também resolveu administrar a nossa cidade enquanto cursa a sua residência médica no Hospital Santa Marcelina, localizado na Rua Santa Marcelina 177, Itaquera, São Paulo Fone (55) 5511-6000.” Diz o presidente da Câmara.

Ainda segundo Renato os horários os horários são incompatível, a residência é 60 horas semanais, se ele passa a semana toda cursando sua residência médica na capital de São Paulo, sobra sábado e domingo, quando a prefeitura está fechada, fica difícil entender em que horário ele cumpre a função de prefeito Municipal de Durandé. Isso é um descaso com a cidade de Durandé que chegará a um momento de abandono de governo? A cidade vai ficar desgovernada até as eleições do próximo prefeito?

Antônio Geraldo Huebra

Também falou a nossa reportagem o Sr. Geraldo Huebra, mais conhecido como Geraldo da Mata. “Na verdade nossa cidade está abandonada, pois só o prefeito pode tomar decisão e acontecem muitos casos para serem resolvido e o prefeito está em São Paulo em outro estado que por sinal fica distante de Durandé (781 km), e o município de Durandé é enorme e tem muita gente que sai lá de sua propriedade na roça para tentar resolver um problema de sua propriedade que somente o prefeito pode resolver, e assim acontece todo dia tem pessoas procurando o prefeito e ele passa a semana toda em São Paulo e isso já deu, cansou e a cidade não pode continuar assim, outra coisa será que ele continua recebendo o salário de prefeito sem administrar a cidade?” Pergunta Geraldo da Mata.

Nós entramos em contato com a prefeitura de Durandé, mas não conseguimos conversar com o prefeito a sua assessora Gabrielle que nos atendeu, ficou de passar nosso contato para o prefeito Dr. Adriano para que ele dê sua versão dos fatos, até o momento não recebemos a versão do prefeito, mas assim que recebermos vamos registrar aqui também.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui