Prefeitos da Ardoce se reúnem durante paralisação

86

A reunião acontece na sede da Ardoce e tem por objetivo discutir os problemas que afligem os municípios atualmente

faixa-2Grande parte das prefeituras municipais em todo o país deve paralisar suas atividades amanhã (15), em sinal de protesto ao Governo Federal, para que socorra os municípios que sofreram com a queda no Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Em função disso, os prefeitos das cidades pertencentes à Associação dos Municípios da Microrregião do Médio Rio Doce (Ardoce) farão uma reunião, a partir da 15 horas na sede da Associação. Além da crise, outros assuntos importantes também serão discutidos.

Durante a Assembléia Ordinária, os prefeitos vão expor e discutir a situação econômica em que se encontram os municípios associados à Ardoce. Cada um vai mostrar o reflexo da crise nos diversos setores que são de responsabilidade da administração municipal e avaliar a viabilidade das propostas recebidas pela Associação Mineira de Municípios (AMM) e Confederação Nacional de Municípios (CNM).

Outro assunto a ser discutido na reunião dos prefeitos de amanhã será a possível paralisação da ponte de Aimorés, que teve sua estrutura danificada recentemente e por isso foi motivo de encontro na cidade de Aimorés, no qual estiveram presentes autoridades do executivo e legislativo da região, Ministério Público e Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG). Na ocasião, os prefeitos decidiram pela paralisação da ponte no próximo dia 17 (quarta-feira) e enviaram um ofício à Procuradoria Geral da União, solicitando permissão para a paralisação do trecho.

Em documento anteriormente apresentado pelo Ministério Público do Estado de Minas Gerais, a promotora de Justiça, Josiane Moreira Soares Malaquias, e o juiz de Direito da Comarca de Aimorés, atestaram que a ponte, sobre o rio Manhuaçu, localizada no km 6,95 da BR-259, encontrava-se em péssimo estado de conservação, piorando a cada dia e colocando em risco a vida de todos que a utilizavam. Os magistrados informaram ainda que algumas peças metálicas da ponte estavam visivelmente danificadas e deformadas, além da madeira que era inadequada para o tráfego.

Paralisação

Dos 13 municípios associados à Ardoce, 12 devem parar as atividades amanhã. São eles, Aimorés, Capitão Andrade, Conselheiro Pena, Engenheiro Caldas, Fernandes Tourinho, Frei Inocêncio, Itanhomi, Ituêta, Mathias Lobato, Resplendor, São Geraldo do Baixio e São Geraldo da Piedade..

A Ardoce enviou a todos os municípios, no início dessa semana, a carta a ser entregue à população e a faixa preta a ser afixada na prefeitura em sinal de protesto. Na carta, elaborada pela AMM, a prefeitura explica à sua população, através de números e estatísticas, os motivos da paralisação e convida a todos os munícipes a lutarem pelo repasse da verba emergencial do Governo Federal.

Na faixa, as prefeituras também informam os cidadãos sobre a crise. A mensagem impressa diz: “Paramos hoje pelo nosso amanhã. Ardoce, contra a crise, em favor dos municípios”, em letras brancas e vermelhas. As prefeituras são aconselhadas pela Associação a não paralisarem os serviços básicos como saúde e educação, uma necessidade básica dos cidadãos.

A reunião dos prefeitos acontece no auditório da Ardoce, na sede da Associação. Convidamos a toda a imprensa e interessados a estarem presentes no encontro.

Assessoria de Imprensa

Ardoce

(33) 3271 2870

1 COMENTÁRIO

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui