Todo mundo vivo, sabendo e aceitando

225
General-de-Exército Maynard Marques de Santa Rosa

A única coisa que defendemos aqui é a pátria, sua liberdade, honra e soberania.

Publicado em 1 de fevereiro de 2010 em seu Blog – Alberto Figueiredo

PNDH – ARES DE REVOLTA

A humilhação constante leva até mesmo os pacíficos a ações drásticas, se delineia este quadro.-Alberto Figueiredo

O plano nacional dos direito humanos, equivoca-se e cria elementos que pode permitir disturbios sociais e conflitos entre forças políticas, uma vez que abre-se a possibilidade de julgar condenar, envolvidos nos crimes de tortura durante o governo militar. Ocorre que a lei da anistia surge num momento histórico onde o Brasil buscava pela paz e pela abertura de um regime democrático, a negociação histórica dessa lei, permitiu colocar um ponto final no conflito e devolver o país ao controle dos civis e aos avanços da nossa democracia. A partir do momento que anistiamos, houve espaço para os exilados voltarem ao Brasil e os esquerdistas começarem sua esclada democrática como minoria até a conquista do poder. Ora, se agora vamos mexer no passado, isso me parece não jutsiça, mas revanchismo, pois se for justiça, nossa atual ministra da casa civil em hipótese alguma poderia concorrer ao cargo de presidente do país, uma vez tendo participado de assalto a bancos, conforme relatos históricos, o grupo que hoje caminha pelo planalto central tembém pegou em armas, teve seu momento de luta armada, além de sequestros e assaltos a banco. É hora de construirmos um país, não estabelecer a guerra de facções.

Nem vermelhos nem azuis, nem trinta e oito nem fuzis, apenas um Brasil sendo feito por vários brasis.

Que o grande espírito nos proteja.

Por Samuel Shael

A PALAVRA MÁSCULA DE UM CHEFE

A PALAVRA DE UM CHEFE QUE DIGNIFICA AS ESTRELAS QUE ESTÃO NO OMBRO!

O GRUPO GUARARAPES DE PÉ HOMENAGEIA O GENERAL DE EXÉRCITO MAYNARD MARQUES DE SANTA ROSA. SUA EXCELÊNCIA HONROU AS PALAVRAS DE NOSSO CHEFE E MINISTRO DO EXÉRCITO GENERAL WALTER PIRES QUANDO DISSE:

“Estaremos sempre solidários com aqueles que, na hora da agressão e da
adversidade, cumpriram o duro dever de se opor a agitadores e terroristas
de armas na mão, para que a Nação não fosse levada à anarquia”.

SUA VOZ É A GRANDE TROMBETA QUE VEM DESPERTAR A SENTINELA QUE DORMIA!

Vossa Excelência deve ter notado que os olhos de seus subordinados voltaram
a brilhar. È a alegria de uma nova esperança.

NÓS NÃO SOMOS BANDIDOS! SOMOS DEFENSORES DA PÁTRIA!

GRUPO GUARARAPES

A COMISSÃO DA “VERDADE?”?
A verdade é o apanágio do pensamento, o ideal da filosofia, a base
fundamental da ciência. Absoluta, transcende opiniões e consensos, e não
admite incertezas.
A busca do conhecimento verdadeiro é o objetivo do método científico. No
memorável “Discurso sobre o Método”, René Descartes, pai do racionalismo
francês, alertou sobre as ameaças à isenção dos julgamentos, ao afirmar que
“a precipitação e a prevenção são os maiores inimigos da verdade”.
A opinião ideológica é antes de tudo dogmática, por vício de origem. Por
isso, as mentes ideológicas tendem naturalmente ao fanatismo. Estudando o
assunto, o filósofo Friedrich Nietszche concluiu que “as opiniões são mais
perigosas para a verdade do que as mentiras”.
Confiar a fanáticos a busca da verdade é o mesmo que entregar o galinheiro
aos cuidados da raposa.
A História da inquisição espanhola espelha o perigo do poder concedido a
fanáticos. Quando os sicários de Tomás de Torquemada viram-se livres para
investigar a vida alheia, a sanha persecutória conseguiu flagelar trinta
mil vítimas por ano no reino da Espanha.
A “Comissão da Verdade” de que trata o Decreto de 13 de janeiro de 2010,
certamente, será composta dos mesmos fanáticos que, no passado recente,
adotaram o terrorismo, o sequestro de inocentes e o assalto a bancos, como
meio de combate ao regime, para alcançar o poder.
Infensa à isenção necessária ao trato de assunto tão sensível, será uma
fonte de desarmonia a revolver e ativar a cinza das paixões que a lei da
anistia sepultou.
Portanto, essa excêntrica comissão, incapaz por origem de encontrar a
verdade, será, no máximo, uma “Comissão da Calúnia”.

General-de-Exército Maynard Marques de Santa Rosa
Chefe do Departamento-Geral do Pessoal

Não existe nesse mundo de Deus quem todos so dias seja alvo de humilhações e permaneça de cabeça baixa, salvo os covardes.
Como diz o Gal Torres de Melo

SUA VOZ É A GRANDE TROMBETA QUE VEM DESPERTAR A SENTINELA QUE DORMIA!

Quiçá desperte toda pátria!

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui