Um Pitéu Português

207

Por Humberto Pinho da Silva

Pela manhã ao abrir o computador deparei com a receita da “Francesinha” enviada pelo Cândido. O Cândido é um velho amigo, que graças à Internet redescobri nos últimos meses.

Por certo alguns leitores do Brasil e africanos, carecem que lhes explique o que é esse pitéu, já que em Portugal não há quem o não conheça.

A “Francesinha” nasceu no Porto na década cinquenta, na velha rua do Bonjardim, no conhecido restaurante “ Regaleira”.

O inventor, Daniel David da Silva, que, se não erro, era poveiro, emigrou para terras de França e dai para a Bélgica.

Regressado à pátria permaneceu algum tempo em Lisboa, donde veio para o Norte, mais precisamente para a cidade do Porto, para supervisionar a cervejaria da “ Regaleira”.

De inicio a “ Francesinha” destinava-se a servir de merenda ou refeição ligeira. Como levava molho picante, “ puxava” a bebida, o que era vantajoso para a cervejaria.

No intuito de ser bem acolhida pelos portuenses deram-lhe o nome de “Francesinha” criando a ideia que o petisco não era português.

Foi imenso o sucesso e não faltaram imitadores que introduziram novos ingredientes, entre eles: marisco e cogumelos.

Faleceu Daniel David da Silva com 84 anos e o seu nome ficou ligado à gastronomia portuguesa, como o de Gomes de Sá e Baltasar Castanheiro, proprietário da Confeitaria Nacional (Lisboa), que introduziu, no inicio do século XX, o Bolo-rei, doce apresentado pela primeira vez, em França, na corte de Luís XVl, em dia de Reis.

Existem várias receitas espalhadas em livros de culinária e até na Internet, mas a que recebi de autoria de Luís Santos, do “Instituto das Artes e Ciências “, Dezembro de 2009, parece-me a melhor, motivo que a levo ao conhecimento do amigo leitor:

Ingredientes:

2- Fatias de pão de forma
3- Fatias de fiambre
7- Fatias de queijo
1- Linguiça
2- Fatias de paio
1- Bife 150 a 200gr.
Ingredientes – Molho (4 pessoas):

1- Sopa de marisco
1- Sopa de rabo de boi
3- Cebolas médias
6- Dentes de alho
2- Folhas de louro
Salsa q.b.
Azeite q.b.
Sal q.b.
Piripiri q.b.

Farinha tipo “Maizena” para engrossar q.b.

2- Colheres de sopa de polpa de tomate
1- Cerveja
1- Cálice de brandy ou whisky ou água ardente
1- Cálice de Vinho do Porto
1- Copo de vinho branco (maduro ou verde)
Preparação e Confecção da Francesinha – da base para o topo:
Fatia de pão de forma (1unid.)
Fiambre (1 unid.) + queijo (1 unid.)
Paio (1 unid.)
Bife (1unid)
Fiambre (1unid.) + queijo (1unid.) + paio (1unid.)
Linguiça aberta (1 unid.)
Queijo (5 unid.)

Nota: Preferência grelhar a linguiça e o bife

Preparação e Confecção (Molho):

1- Colocar num tacho de azeite, os alhos picados, a cebola picada, as folhas de louro, sal e salsa
2- Deixar refogar, acrescentando um pouco de água e mexendo de vez em quando.
3- Quando começar a alourar, adicionar a cerveja, a polpa de tomate, o piripiri, as bebidas espirituais, o vinho do Porto e o vinho de mesa.
4- Deixar ferver aproximadamente 10 minutos, mexendo de vez em quando.
5- Retirar as folhas de louro.
6- Ralar tudo muito bem com varinha mágica.
7- Preparar as sopas, de marisco e rabo de boi, separadamente e de forma individual, (demora cerca de 15 minutos).
8- Acrescentar as sopas ao “molho” principal (estrugido)
9- Ralar novamente com a varinha (cerca de 2 minutos).
10- De forma a apurar, deixar ferver 10 minutos, mexendo continuamente e servir bem quente.
11- Se necessário, engrossar o molho com farinha tipo “ Maisena”.

Acompanhamento:

Originalmente, a francesinha era servida de forma simples, todavia, actualmente é ou pode ser, servida e/ou acompanhada por: ovo frito, batata frita, lagostim.
A bebida que melhor acompanha é a cerveja.

http://solpaz.blogs.sapo.pt/

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui