Como escolher o melhor protetor solar para o rosto e para o corpo

273

mulher-na-praia-56766Toda a atenção para o rótulo do filtro solar na hora da compra – é ele que vai dizer se o produto oferece proteção adequada contra a radiação do sol. “É obrigatório que o rótulo diga ‘protetor solar de amplo espectro’ ou ‘protetor solar UVA e UVB’ e que o fator de proteção solar (FPS) seja de pelo menos 30”, explica a dermatologista Flávia Ravelli, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, de São Paulo. Se você tiver intenção de mergulhar no mar ou na piscina, prefira produtos que mencionem a resistência à água. O mesmo vale para a prática de esportes, já que a transpiração também encurta a ação do filtro na pele.

Rosto protegido
Além das recomendações acima, no caso dos filtros solares faciais é importante observar outros fatores, que variam de acordo com as características da sua pele. Se ela for oleosa, escolha filtros em gel ou cuja fórmula seja oil free e prefira os não comedogênicos. Para peles muito claras e de crianças, idosos e pessoas em tratamento dermatológico, o fator de proteção deve ser de no mínimo 50 e, de preferência, com cor, já que ela forma uma barreira física na pele. “Para as mulheres que estão na menopausa ou já passaram, o indicado é o protetor em creme, com hidratante e ação anti-idade”, afirma Flávia.

Aplicação
Tão importante quanto escolher o produto certo é usá-lo corretamente. A primeira aplicação é a mais importante, segundo a dermatologista, e deve ser feita entre 10 e 20 minutos antes da exposição ao sol, se possível dentro de casa e sem roupa. “A quantidade ideal corresponde a uma colher de chá rasa para o rosto e uma xícara de café para o corpo”, ela conta. Espalhe uniformemente pelo corpo e reaplique a cada duas horas ou toda vez que entrar na água ou praticar alguma atividade física.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui