FIM DE ANO: Estoques dos hemocentros diminuem e doação de sangue deve ser reforçada

225

LOC/REPÓRTER: Com as festas de fim de ano e as férias, os estoques dos hemocentros do país caem 30%, em média. A situação é ainda mais preocupante porque aumenta a demanda por transfusões de sangue nos hospitais para atender vítimas de acidentes. O coordenador-geral de Sangue e Hemoderivados do Ministério da Saúde, Guilherme Genovez, alerta que é importante a população  doar sangue antes de sair de férias.

TEC/SONORA: coordenador-geral de Sangue e Hemoderivados do Ministério da Saúde – Guilherme Genovez

“Durante as festas de final de ano fica mais difícil os bancos de sangue captarem doadores de sangue. Em contrapartida, como as pessoas saem, viajam mais, usam mais o carro, o número de acidentes e o consumo de sangue aumenta bastante. Nós temos um aumento, um pico do número de eventos de violentos, acidentes de trânsito, violência urbana. Antes de viajar, passa no banco de sangue e faz sua doação.”

LOC/REPÓRTER: Guilherme Genovez pede que as pessoas procurem o hemocentro mais próximo, mesmo que estejam em outra cidade.

TEC/SONORA: coordenador-geral de Sangue e Hemoderivados do Ministério da Saúde – Guilherme Genovez

“Se as pessoas não doarem sangue, agora, durante esse período das férias, o sangue vai faltar. Um ato tão simples, tão singelo é capaz de salva três a quatro pessoas.”

LOC/REPÓRTER: De acordo com o coordenador-geral de Sangue e Hemoderivados do Ministério da Saúde, para doar sangue, é preciso que a pessoa tenha hábitos de vida saudáveis, tenha entre dezoito e sessenta e cinco anos e não esteja tomando medicamentos.

Reportagem, Cynthia Ribeiro

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui