Montes Claros realiza mutirão de cirurgias de catarata

162

O Centro de Oftalmologia Social (COS) de Montes Claros, no Norte do Estado, é responsável pela realização de uma média de 180 consultas oftalmológicas por dia. Segundo a coordenadora administrativa, Leila Joana dos Santos Vasconcelos, o atendimento é 100% pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e é referência para toda a região.

O COS mantém plantão com três oftalmologistas e cada um atende em média 60 pacientes por plantão. Além dos pacientes encaminhados pelas unidades básicas de saúde de Montes Claros, o centro recebe pacientes dos municípios de Bocaiúva, Joaquim Felício, Claro dos Poções, Juramento, Engenheiro Navarro, Francisco Dumont, Olhos D’água, Glaucilândia, Guaraciama e Itacambira. “O paciente que vem para o COS já fez uma primeira consulta com um médico do Programa Saúde da Família. Como trabalhamos em rede, isso facilita a triagem e o encaminhamento para o oftalmologista, além ser mais confortável para o paciente, que é prontamente atendido”, explica a coordenadora.

Jerônimo Ferreira da Conceição, de 79 anos, mora no bairro JK, região Norte de Montes Claros, e conta que há algum tempo estava com a visão embaçada. “Comentei sobre o problema com o agente de saúde que sempre vai a minha casa e ele marcou uma consulta com o médico do PSF do bairro Planalto, que é mais perto de casa. Chegando lá o doutor disse que precisaria fazer uma cirurgia de Catarata e me deu um encaminhamento para o Centro de Oftalmologia Social. Já fiz todos os exames e fui chamado para receber as orientações e me preparar para fazer a cirurgia”, conta o aposentado.

A cirurgia de Seu Jerônimo será feita durante o mutirão de cirurgias de catarata, que será realizado nesta sexta-feira (24), na Santa Casa Oftalmologia, clínica oftalmológica da Santa Casa de Montes Claros, uma das melhores referências do Estado. A previsão é de que sejam realizadas 70 cirurgias durante o mutirão. A iniciativa é do Ministério da Saúde e contará com a presença do subsecretário de Políticas e Ações de Saúde da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais, Maurício Rodrigues Botelho, e do secretário nacional da Secretaria de Atenção à Saúde, Helvécio Magalhães.

O mutirão também será realizado, simultaneamente, na Bahia, com a presença da presidente Dilma Rousseff e do ministro de Desenvolvimento, Indústria e Comércio, Fernando Pimentel, com divulgação ao vivo, por meio de teleconferência, para os estados do Maranhão e Acre, que, além de Minas Gerais, também terão o mutirão.

Rede de Cuidados

Maria Barbosa da Silva Santos, de 66 anos, é de Varzelândia, município distante 167 km de Montes Claros, e precisa fazer uma cirurgia de pterígio, que é a remoção de uma massa fibrovascular da área interpalpebral.

Ela conta que também recebeu o primeiro atendimento na unidade de saúde em seu município e foi encaminhada para o COS, em Montes Claros, pela realizar o procedimento. Dona Maria é mãe de 12 filhos e disse que perdeu a conta dos netos. Enquanto aguardava, a coordenadora do COS observa que a senhora possui uma lesão verrugosa no nariz que poderia ser facilmente removida com uma pequena cirurgia e pergunta se ela gostaria de fazer a remoção.

Animada e bem disposta, ela é encaminhada ao Pronto Atendimento Municipal Alpheu de Quadros, que fica ao lado do COS, e, em menos de 30 minutos, ela retorna já sem a lesão e com o encaminhamento para a cirurgia de pterígio.

Além das consultas e exames oftalmológicos, Leila explica que o município realiza 70 cirurgias de catarata por mês, além de cirurgias de estrabismo, pterígio, ptose e calázio. O município também integra o programa Olhar Brasil e realiza periodicamente consultas em todas as crianças das escolas da rede pública estadual e municipal, disponibilizando óculos e encaminhando para exames e cirurgias, quando necessário.

Fluxo do atendimento

Após ser atendido pelo médico da unidade básica de saúde, o paciente é encaminhado ao Centro de Oftalmologia Social onde realiza consulta completa de oftalmologia (acuidade visual, mapeamento de retina e ultrassom). Caso seja diagnosticada catarata, o oftalmologista encaminha o paciente para realizar exames de sangue no laboratório credenciado pelo município e o risco cirúrgico no hospital Aroldo Tourinho.

De posse do resultado, o paciente segue para a Santa Casa para realização dos exames oftalmológicos pré-operatórios (paqui/mec de córnea, potencial de acuidade visual, topografia corneana, ecobiometria e consulta pré-cirúrgica). Todos os exames são disponíveis em meio eletrônico (prontuário eletrônico).

A administradora do serviço de oftalmologia da Santa Casa, Mitzi Siqueira Peres, explica que são avaliados todos os resultados e, caso o paciente seja liberado para a cirurgia, a Autorização para Procedimento de Alta Complexidade (Apac) é carimbada e encaminhada para autorização na Secretaria Municipal de Saúde.

Com a Apac devidamente autorizada, o paciente é convocado pela Santa Casa Oftalmologia para receber orientações prévias. Segundo a administradora, as orientações são repassadas às segundas-feiras à tarde, quando são reunidos todos os pacientes para explicar os detalhes das cirurgias a serem realizadas ao longo da semana. “No dia da cirurgia, os pacientes são orientados a chegar em pequenos grupos (3, 4 ou 5 pacientes) a cada hora e são atendidos por uma equipe profissional formada por quatro cirurgiões, uma médica anestesista, uma enfermeira (responsável técnica) e seis auxiliares de enfermagem”, completa Mitzi.

O diretor clínico, Frederico Francisco Ribeiro, explica que, após realização da cirurgia, pacientes e acompanhantes recebem orientações individuais sobre cuidados pós-operatórios e retornam no dia seguinte para a retirada do curativo e primeira avaliação pós-operatória. As demais avaliações pós-operatórias (três em média) são realizadas no Centro de Oftalmologia Social.

As cirurgias de catarata (Facoemulsificação com Implante de Lente Intraocular Dobrável) duram em média 30 minutos e são realizadas em regime de mutirão (11 a 14 cirurgias por turno).

Rotineiramente, a Santa Casa Olhos realiza 70 cirurgias de catarata por mês, conforme contratualização com a Secretaria Municipal de Saúde de Montes Claros. Durante as campanhas periódicas, são realizadas cerca de 350 cirurgias.

A Santa Casa é Hospital Acreditado Nível II pelo Instituto Qualisa de Gestão, de acordo com as diretrizes da Organização Nacional de Acreditação (ONA), e o serviço de oftalmologia é acompanhado e vistoriado pelo serviço de controle interno de infecção hospitalar.

Agencia Minas

Fundação Cristiano Varella 728

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui