Prefeitura do Rio usará consultório móvel para fazer mapeamento

151
Rio usará consultório móvel para fazer mapeamento cardiológico de moradores do município

Com a finalidade de diagnosticar os problemas cardíacos que acometem a população do município, a prefeitura do Rio de Janeiro começou hoje (23) um mapeamento cardiológico de moradores de cinco regiões da cidade. O projeto, que terá duração de três meses, vai atender a pacientes com diagnóstico de problemas cardíacos por meio de um consultório móvel que se instalará, diariamente, em um bairro da cidade.

O trabalho, nomeado de Cardiomóvel, é coordenado pela Secretaria de Saúde e Defesa Civil do município. O Cardiomóvel será formado por uma equipe de dois cardiologistas, três técnicos e duas recepcionistas. De acordo com o subsecretário de Saúde e Defesa Civil, Daniel Soranz, a meta é atender a 1.500 pessoas até o final do ano.

Um caminhão equipado com aparelhos de eletrocardiograma, ecocardiograma e teste ergométrico circulará por cinco regiões da cidade durante 84 dias. Os trabalhos terão início no Complexo do Alemão, na zona norte. Após os exames, os pacientes receberão um protocolo para retirar os resultados nas clínicas da Família. Na clínica, será feita uma análise dos resultados e, se necessário, o paciente já inicia seu tratamento.

Para Soranz, o trabalho tem grande importância por ser pioneiro no país e porque as as doenças cardiovasculares são apontadas pelo Ministério da Saúde como as principais causas de morte entre os brasileiros. De acordo com ele, a prevenção tem papel importantíssimo nos casos de doenças cardiovasculares.

”O mais importante para um paciente com hipertensão, por exemplo, é mudar os seus hábitos de vida. Alimentar-se bem, praticar exercícios físicos e utilizar a medicação correta são fundamentais. Para que o médico possa conduzir bem esse tratamento, é importante a realização de alguns exames que avaliam a função cardiovascular. Isso facilita tanto a vida do profissional de saúde quanto a do paciente”, explica.

Segundo Soranz, a meta é realizar 4.600 exames durante o período de funcionamento do Cardiomóvel. Os atendimentos serão feitos de segunda à sexta, das 8h às 16h e, aos sábados, das 8h às 12h.

 

Agência Brasil

Fundação Cristiano Varella 728

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui