Saúde vascular x frio: qual a relação?

64

Especialista revela como baixas temperaturas podem interferir na saúde vascular

Julho, além da época de férias escolares, o mês também é conhecido pela queda brusca nas temperaturas, dois fatores que podem interferir na saúde vascular. “Além de sair da rotina, cuidar menos da alimentação e deixar atividades físicas de lado, muitas pessoas se preparam para viajar e passam longas horas numa mesma posição, o que pode afetar o sistema circulatório, podendo causar problemas como a trombose, por exemplo”, explica o angiologista Guilherme Jonas.

É importante ficar atento a alguns sinais. “Dores nas pernas é um dos principais sintomas causados ​​por distúrbios circulatórios. Por outro lado, a dor persistente nos pés ou dedos dos pés, mesmo quando a pessoa está parada, pode ser um sinal de doença circulatória grave”, frisa o especialista.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular, nos meses mais frios, a redução da atividade física aumenta as chances de desenvolver problemas circulatórios em pessoas com fatores de risco e comorbidades. “A resposta termorreguladora ao frio causa vasoconstrição periférica por meio da ativação do sistema nervoso simpático, aumento da frequência cardíaca e pressão arterial, possivelmente ativação de plaquetas e aumento de marcadores inflamatórios, afetando adversamente pacientes com doença cardiovascular estabelecida ou subclínica”, explica.

Dicas

Mesmo em períodos de descanso ou com baixas temperaturas, não deixe de lado os bons hábitos. “Em meio às viagens de carro, faça algumas paradas para caminhar. Se movimentar é importante, ajuda a estimular a panturrilha, que faz a função de coração periférico. Ou seja: quando a pessoa se movimenta, impulsiona o sangue em direção ao coração. Movimentar os pés para cima e para baixo: este exercício contrai as panturrilhas e auxilia na circulação. Utilize meia elástica de compressão, ela irá comprimir as pernas para evitar que a circulação dos membros inferiores fique comprometida devido, principalmente, à posição das pernas. Esse comprometimento pode causar inchaço, petéquias (manchas vermelhas) e, em casos mais graves, a trombose”, alerta.

Caso tenha algum problema circulatório ou se notar algum sintoma anormal, não deixe de ir ao especialista. “Hoje, há vários tratamentos para tais doenças e complicações, e o diagnóstico precoce é fundamental, não deixe de ir ao angiologista, ele poderá te auxiliar de acordo com seu caso”, finaliza Guilherme.

Fonte: Guilherme Jonas, médico angiologista e cirurgião vascular. É diretor clínico e fundador da clínica que leva o seu nome, com unidades no bairro Castelo e bairro Eldorado, em Belo Horizonte e Contagem (@drguilhermejonas).
Contatos da assessoria

Fundação Cristiano Varella 728

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui