Quem tem mais poder a justiça ou os políticos? …

Quem tem mais poder a justiça ou os políticos?

Os Ministros do STF, são nomeados pelos políticos, é por este motivo que ninguém quer sair do fórum que privilegia. Dizem que a Lava jato não pegará os peixes grandes, se a cúpula dos políticos fosse honesta tudo já estaria resolvido. É impressionante assistir presidentes de partidos ir para a TV e não tocar na situação corrupta do Brasil, hoje o papo diário é a corrupção, o povo brasileiro fica só na sombra, esperando que as instituições resolvam. Penso que somente uma Intervenção Cívica Militar seria capaz de limpar o país e colocá-lo nos trilhos. Dá até dor de barriga ver Temer, Lula, Sarney e FHC discutindo o nosso país. “Qualquer idiota sabe que existe uma relação direta entre o Brasil ter a menor taxa de crescimento mundial, enquanto o País ostenta os índices de mais corruptos do mundo. A incerteza e a desconfiança aumentam porque, apesar das Lava Jatos da vida, nosso ritmo de limpeza é tão lerdo quanto a retomada do crescimento econômico e do consumo das famílias (aliás, altamente endividadas). Indústria e serviços seguem estagnados. A inflação finge ser baixa porque os negócios estão parados, em banho-maria. O que não para é corrupção. Ela se reinventa, com a ajudinha da grande beneficiária: a desqualificada classe política e seus interesses escusos em negociatas”. Claudio Humberto.

O leitor do Jornal das Montanhas escreveu

Analisando a nossa situação brasileira acredito que nosso país melhoraria bastante se fosse consertado algumas distorções, uma delas seria o fim das aposentadorias e pensões de políticos. Político não é profissão. Não necessita de formação, nem presta concurso público. O político é escolhido para prestação de serviço temporário, portanto, não tem direito à aposentadoria ou a deixar pensões. O político legislou em causa própria e isto é ilegal. Que sejam anuladas todas as aposentadorias e pensões políticas! Esta, sim, é a verdadeira reforma previdenciária.” Acho que isso define o desejo de todos nós, brasileiros. Vamos alertar nossos amigos e parentes o povo precisa saber disso, e lembre-se bem na hora de votar para não eleger corruptos. Daniel de Oliveira

Super Ladrões

Alguns opinaram que a delação premiada foi benevolente demais para os irmãos Batista. Eu não me preocupo com isso, porque o crime NUNCA compensa e esta dupla ainda entenderá essa verdade. Mais dia, menos dia… Mas é intrigante e surpreendente a cara de pau desses dois irmãos. Haja cinismo!

A delação era indispensável para a dupla de super ladrões; isso levou ao acordo de leniência da ordem de R$10,3 bilhões, dinheiro que será destinado as muitas Instituições Governamentais assaltadas, notadamente o BNDES. No meu placar, 7 a 1 para Sergio Moro. Do outro lado o STF. Bem, finalizo informando: hoje é um dia que estou super feliz. Porque vejo o país mudando de forma consistente. As pessoas param de ver as novelas bobas da TV para falar de política. Que beleza! João Antônio Pagliosa

Decisões de hoje refletirá no amanhã

Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come, é esta a situação do PSDB que está cada vez mais parecido com aquela historinha do “sapo fervido”.

Acomodado dentro o governo, não percebe que a temperatura em torno de si vem subindo gradualmente. Quando a água levantar fervura, será tarde demais e morrerá cozido por dentro e por fora. Os deputados que querem pular fora do governo Temer são mais inteligentes, do que a cúpula caduca do partido. Sentem que o fundo da panela está queimando e querem pular fora, para não morrerem politicamente.

ENERGIA: Brasil atinge a marca histórica de 10 mil sistemas solares fotovoltaicos operacionais, segundo ABSOLAR

O estado de Minas Gerais lidera o ranking com 2.225 instalações de micro e minigeração distribuída.

De acordo com a entidade, se todos os telhados de residências brasileiras fossem aproveitados com geração distribuída solar fotovoltaica, a energia elétrica gerada seria capaz de abastecer 2,3 vezes toda a demanda residencial do País

São Paulo, maio de 2017 – A geração própria de energia no Brasil, a chamada micro e minigeração distribuída, acaba de atingir a marca histórica de 10 mil instalações fotovoltaicas ao redor do País. Segundo mapeamento da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), com base nos dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), a tecnologia solar fotovoltaica, baseada na conversão direta da radiação solar em energia elétrica, lidera o segmento, com 99% das instalações em residências, comércios, indústrias, edifícios públicos e na zona rural.

De acordo com a ABSOLAR, os 10.008 sistemas solares fotovoltaicos conectados à rede elétrica geram créditos e beneficiam um total de 11.063 unidades consumidoras. Com isso, a tecnologia contribui cada vez mais para o crescimento e desenvolvimento da economia do país, representando um total acumulado de mais de R$ 620 milhões em investimentos privados, espalhados entre todos os Estados e inúmeros Municípios brasileiros.

Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS)

São Paulo, junho de 2017 – O engenheiro Carlos Fernandes acaba de ser reeleito para a presidência da Associação Brasileira de Empresas de Tratamento de Resíduos e Efluentes (Abetre) para o mandato 2017-2020. O executivo reassume o cargo para dar continuidade ao trabalho de consolidação da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS).

A principal missão de Fernandes é estabelecer medidas para equacionar o sistema de limpeza pública e para a efetiva erradicação dos lixões no Brasil. Entre propostas da Abetre, estão a criação de receita vinculada e a sistematização de contratos de adesão para a regionalização do serviço de disposição de resíduos domésticos, com a participação da União e dos Estados.

“Somente quando as prefeituras equacionarem a questão financeira, com a inclusão de receitas vinculadas e sistemas de regionalização da gestão de resíduos, é que os lixões de fato começarão a ser extintos no Brasil”, comenta Fernandes. “Diversos municípios do País já adotam o modelo de destinação regional de resíduos, como, por exemplo, o Rio Grande do Sul, a Grande São Paulo e a região de Campinas”, acrescenta.

“O Estado do Rio de Janeiro, por meio do Instituto Estadual do Meio Ambiente (INEA-RJ), acaba de dar inicio à fase piloto da plataforma e já estamos em negociação com as autoridades de Minas Gerais, Rio Grande do Sul e São Paulo”, informa Fernandes.

A Lava Jato está chegando nas prefeituras

PF investiga crimes eleitorais e lavagem de dinheiro em eleição municipal de 2012, Policiais federais cumpriram semana passada, nove mandados de busca e apreensão nas cidades de São Paulo, São Caetano e Praia Grande como parte de investigação para apurar crimes eleitorais e lavagem de dinheiro relacionados à campanha de 2012 para a prefeitura da capital paulista, informou a Polícia Federal.

A PF, em comunicado, informou que está investigando pagamento pela empreiteira UTC Engenharia de dívidas de uma das chapas da campanha de 2012 referentes a serviços gráficos no valor de 2,6 milhões de reais, feito a uma gráfica que pertencia a familiares de um ex-deputado estadual.

“A dívida teria sido paga por meio de um doleiro, em transferências bancárias e dinheiro vivo, para empresas”, disse a PF em comunicado, sem identificar qual campanha é alvo da investigação. Segundo reportagens, o alvo seria a campanha de Fernando Haddad (PT), que foi o vencedor do pleito.

Foram candidatos à Prefeitura de São Paulo na eleição de 2012, além de Haddad (PT), José Serra (PSDB), derrotado no segundo turno, Celso Russomanno (PRB) e Gabriel Chalita (PMDB), entre outros. A ação foi autorizada pela 1ª Zona Eleitoral de São Paulo e os investigados responderão pelos crimes de falsidade ideológica na prestação de contas à Justiça Eleitoral e lavagem de dinheiro, com penas de até 10 anos de prisão e multa.

Índice de Sustentabilidade de Pensões da Allianz 2016: Brasil, 5º pior sistema

Um estudo relacionado a Previdência, o Índice de Sustentabilidade de Pensões 2016 elaborado pela Allianz International Pension, empresa do Grupo Allianz. De acordo com a pesquisa, o Brasil tem um dos piores sistemas previdenciários do mundo – dentre 54 nações analisadas, o nosso país ocupa a 50ª posição, ficando à frente apenas da Grécia, Eslovênia, China e Tailândia – e teve sua pontuação impactada devido, principalmente, ao aumento da idade efetiva de aposentadoria e gastos elevados. A Standard & Poor’s, por exemplo, indica que em 2050 os gastos com pensões públicas represente 16,8% do PIB brasileiro. Já na outra extremidade da tabela, estão Austrália, Dinamarca, Suécia, Países Baixos, Noruega e Nova Zelândia. Ou seja, são os que parecem ter os mais sustentáveis a longo prazo.

Pesquisa mostra corrida eleitoral em MG

Conforme levantamento qualitativo realizado entre os dias 2 e 5 de maio pelo instituto de pesquisa Multidados, se as eleições fossem hoje, o governador Fernando Pimentel (PT) seria reeleito com 23% das intenções de voto. O governador é o principal e único nome, por enquanto, do PT. Mas sofrerá, em sua caminhada, com as decisões da Justiça que podem inviabilizar a sua candidatura. No próximo dia 7, por exemplo, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) vai analisar uma das denúncias contra o petista. Logo atrás do governador, aparecem Dinis Pinheiro (PP), em segundo, com 21%, e Rodrigo Pacheco (PMDB), em terceiro lugar, com 11%. Na quarta posição, aparece o ex-prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda (PSB), com 10%. Vittorio Medioli (PHS), com 8%, e Alexandre Kalil (PHS), com 6%. (Folha da Manhã – Passos).

Programa melhora qualidade de jovens

Na região do Jequitinhonha, muitos dos projetos desenvolvidos a partir de recursos recebidos pelo programa Brasil sem Miséria (BSM), realizado em Minas Gerais por meio de um acordo de cooperação técnica entre o Governo do Estado e o Governo Federal, são conduzidos por jovens rurais. Destinado a agricultores familiares em situação de extrema pobreza, com renda per capita de até R$ 85 por mês, e que estejam incluídos no Cadastro Único do Governo Federal, o Brasil Sem Miséria fornece aos beneficiários o valor de R$ 2,4 mil a fundo perdido para investimento em um projeto produtivo. (Diário do Mucuri – Teófilo Otoni)

FAÇA UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here