Catedral Metropolitana do Rio fica lotada na missa de sétimo dia de dom Eugenio Sales

313

Rio de Janeiro – Cerca de 700 pessoas lotaram a Catedral Metropolitana do Rio de Janeiro na manhã de hoje (14) para a missa de sétimo dia do cardeal dom Eugenio Sales, segundo a Arquidiocese do Rio de Janeiro. A homenagem ocorreu na cripta da catedral.

Dom Eugenio morreu na última segunda-feira (9), vítima de um infarto, aos 91 anos. Natural da cidade de Acari (RN), ele era arcebispo emérito da arquidiocese, que comandou por 30 anos.

A missa foi celebrada em uma das partes mais nobres da igreja pelo arcebispo dom Orani Tempesta.

Segundo a arquidiocese, no Nordeste, dom Eugenio Sales se dedicou a várias obras sociais e ajudou a criar sindicatos rurais e núcleos de educação de base.

Já no Rio, foi o responsável pela implantação de dezenas de pastorais. Entre elas estão a de Favelas e a do Menor, voltada para jovens carentes e que funciona em mais de 100 comunidades do Rio.

O religioso também teve atuação durante o regime militar, quando ajudou perseguidos políticos a se esconderem e saírem do país. A estimativa é que tenha atendido a cerca de 4 mil pessoas.

Dom Eugenio Sales foi ainda um dos principais opositores à Teologia da Libertação (que fazia uma interpretação marxista da Bíblia), em defesa da doutrina tradicional.

Agencia Brasil.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui