Papa Francisco demitiu Joseph Strickland, bispo da diocese de Tyler no Texas

269

De imediato anunciou sua substituição, interina, por Joe Vasquez, bispo de Austin

Embora nenhuma motivação oficial tenha sido expressa, o contexto da decisão muito rara (geralmente os bispos são convidados a renunciar) é claramente atribuível às posições políticas contrárias à orientação papal.

O bispo do Texas é um conhecido defensor da direita ultraconservadora dos Estados Unidos e do ex-presidente Donald Trump. As aberturas progressivas de inclusão ( em relação às minorias e orientações sexuais LGBT de Bergoglio) exacerbaram o contraste do prelado.

As relações entre Strickland e o Vaticano tornaram-se ainda mais tensas desde 31 de outubro do ano passado, quando o bispo falou na conferência do Fórum da Vida de Roma, lendo uma carta que ele descreveu como de uma pessoa anônima na qual o Papa Francisco foi chamado de “usurpador” e dizia que ele “colocou almas em perigo”.

Devido à visibilidade do bispo Joseph Strickland, é provável que sua remoção do cargo inicie um grande debate dentro da Igreja Católica dos Estados Unidos, onde a corrente mais conservadora e distante do Papa Francisco é muito poderosa.

Em agosto, no Dia Mundial da Juventude, realizado em Lisboa, o Papa expressou preocupação com essa corrente, chamando-a de “reacionária”.

(Karina Michelin)

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui