Troque a bateria de sua consciência

37

Minha esposa Peggy conta que seu sobrinho Chuck Smith, quando tinha apenas dois anos, ficava junto da árvore de Natal, querendo brincar com os enfeites. Ele sabia que não tinha permissão para isso. Aproximava-se da árvore, estendia a mão, mas ficava, num autêntico pro-cesso de autocensura, com a outra mão batendo naquela, dizendo: “Não! Não!”

O filósofo alemão Immanuel Kant teria dito haver duas coisas que o deixavam boquiaberto: o céu estrelado à noite por cima do homem e a consciência dentro do homem. De fato, Deus pôs dentro de cada pessoa um sistema de alar-me chamado consciência. Cada vez que erramos, esse alar-me é acionado. O pecado tenta inutilizar esse sistema, fazendo com que a pessoa silencie de vez a voz da cons-ciência.

O homem precisa vigiar a sua consciência, porque ela não oferece orientação infalível; ela está sujeita, como avisava Paulo a Timóteo, a “se cauterizar” (1Tm 4.2), isto é, ela porta consigo a propensão para acostumar-se ao mal. É quando ela deixa de ser sensível. Leslie Weatherhe-ad exemplifica que “por anos e anos, a escravidão não era condenada pela consciência dos homens”. T. B. Maston escreveu: “A consciência não é a voz de Deus, embora possa ser o ouvido da alma. O ouvido precisa ser treina-do”.

Por outro lado, nada melhor que uma consciência tranquila. Quando se despediu dos líderes da igreja de Éfeso, Paulo disse estar consciente de ter agido corretamente entre eles (At 24.15,16). Esse é o melhor travesseiro para a cabeça de uma pessoa. Você pode correr da polícia mais bem aparelhada, mas não conseguirá fugir de sua consciência. Na contracapa de sua Bíblia, um crente anotou: “O pagamento do pecado é uma consciência sem paz”. Se sua consciência o acusar de algo, irmão, lembre-se que isso é bom; sinal que o alarme ainda está funcionando. E depois, leve-a à presença de Jesus, confessando a Ele os seus erros, e você também dormirá em paz.

Pr. João Soares da Fonseca [email protected]

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui