Prefeitura de Luisburgo dispensa 38 funcionários…

532

Prefeitura de Luisburgo dispensa 38 funcionários

A situação em algumas cidades é bastante caótica, após as eleições alguns prefeitos fazem corpo mole para continuar administrando o município, alguns serviços foram desativados prejudicando a população, solicitamos ao prefeito de Luisburgo que reveja a situação, pois quando da contratação só foi possível porque a lei que autoriza tais contratações prevê também a verba para tal, em muitos casos o dinheiro é repassado pelo governo estadual ou federal e os contratos foram feitos até dia 31 de dezembro e é uma injustiça agora no finalzinho do mandato o prefeito dispensar estes trabalhadores. Em muitas cidades foi só apurar as urnas e prefeitos que perderam as eleições começaram a retaliação, tem uma cidade aí que até merenda, baile dos idosos, transporte de doentes tudo foi cortado e ainda o prefeito manda o pessoal pedir ao candidato eleito. Que triste realidade é a nossa, olha que o salário do prefeito é mais de R$ 10 mil reais, os prefeitos que abandonaram a administração, se não querem resolver os problemas do povo que entreguem o cargo e devolva os três meses de salários em que deixou de administrar.

Um propósito muito mais sério e mais importante.

Joel Moreira falando sobre Caratinga. Porque este assunto não deve ficar restrito exclusivamente em mãos de nossos “políticos”. Aliás, nunca deveria!

E estes políticos de agora, esses novos eleitos por nós – podem simplesmente reproduzir o mesmo modo de sempre!

Até porque SEUS PARTIDOS SÃO OS MESMOS QUE SE OMITIRAM TODO ESSE TEMPO, COMO SE ELES, PARTIDOS, NADA TIVESSEM A VER COM O QUE FA-ÇAM OU DEIXEM DE FAZER SEUS MANDATÁRIOS ELEITOS PELO POVO! Não se acham responsáveis pela qualidade com que seus filiados cumprem seus mandatos; ainda que a Lei diga “pertencerem tais mandatos aos Partidos e não àqueles que os exercem”! IRRESPONSÁVEIS, SE OMITEM COMO AS VERDADEIRAS “BANCAS DE NEGÓCIO” QUE SEMPRE TÊM SIDO!

Fenômeno, aliás, que vem acontecendo há anos, há secula seculorum, por todo os lados, em nosso país!!!

Lajinha, vereadores reclamam do abandono da cidade

A vereadora Neura e o vereador Flavio Elias reclamaram da atual situação e lembraram que o mandato do atual prefeito vai até 31 de dezembro. É uma situação difícil, tivemos 8 anos administrado pelo

PSDB e agora mais 8 anos administrado pelo PMDB, voltando ao poder a partir de 2013 o PSDB poderá corrigir os erros e mostrar ao povo uma administração mais séria em benefício do povo. Já o vereador Paulo César disse que em sua gestão nunca aceitou colocar um projeto em votação que não seja bem discutido pelos vereadores. Os munícipes de Lajinha reclamam da falta de muitos serviços que foram desativados e um dos mais procurados é o transporte para consultas médicas em outro município, já que Lajinha falta muitos serviços, esta semana uma senhora quase en-trou em desespero, precisava ir para Muriaé para fazer tratamento e os carros da prefeitura que normamente faziam esse transporte não fazem mais, não sabemos o que se passa, mas possivelmente há falta de recursos na prefeitura, os repasses que normalmente vem para a prefeitura, tem chegado com os saldos negativos, alguns precatórios e outras dívidas da prefeituras tem sidos descontados por ordens judiciais. Lógico que tudo isso chegou a esse ponto por má administração de vários prefeitos e assim os problemas vão somando cada prefeito que entra herda um pouco desses problemas. O erro é humano principalmente aquele que o executivo não teve a intenção de cometê-lo, o que não pode é Lajinha continuar com esse modelo de administração. O povo de Lajinha merece um tratamento melhor e deveria unir as forças em um Pacto Social para o bem de todos.

Vereador Paulo César de Oliveira

Em Lajinha o atual presidente da câmara vereador Paulo César de Oliveira, foi por duas vezes presidente da câmara aprovado por unanimidade, sempre foi transparente em suas decisões e democrático, sua criatividade e capacidade é respeitado por todos, soube como ninguém conduzir os trabalhos da câmara, preocupou com todos os munícipes inclusive os excluídos, nunca esqueceu nenhuma classe social de Lajinha que não tenha tido por parte da câmara em seus mandatos como presidente que não tenha sido lembrado e homenageado. Paulo César está bem a frente de muitos outros políticos no tocante as relações humanas, como presidente do PMDB muitas vezes foi prejudicado até mesmo em campanhas políticas onde se preocupou mais com os problemas dos outros que com os seus, nas eleições passada quase não foi eleito e infelizmente nesta eleição ele não conseguiu se eleger, ao fazer um retrospecto das campanhas, vemos que o PC se baseia a sua campanha em fatos concretos da sua postura o de fazer política séria e sempre positivo em suas palavras o sim, sim e o não, não, se preocupando com o coletivo o que as vezes não agrada algumas pessoas, mas o perfil ideal para a política moderna e justa. Segundo comenta-se na cidade ele deixará também o comando do PMDB. A partir do ano que vem PC ficará na primeira suplência e a câmara perde um grande vereador no sentido de cumprir rigorosamente o papel de legislador.

Mais recados da Feira da Paz de Manhuaçu 2012

Gostei da matéria “O povo quer saber para onde foi tanto dinheiro gasto na Feira da Paz”. O mais estranho foi a dupla Victor e Léo, que só o Carlos Henrique e Vinicius Resende, pode fotografar. A pergunta que fica no ar é: Será que isso foi realmente uma exigência da dupla?

O Vinícius não está preparado para dirigir eventos, ele pensa em Manhuaçu de 30 anos atrás é lamentável a falta de experiência dessa gente.

Marta Rodrigues 

O Trauma da Feira da Paz

A Feira da Paz de Manhuaçu, mais uma vez foi entregue a pessoas inexperiente, ainda bem que a partir do ano que vem haverá mudança e começará uma nova administração que esperamos que não seja de privilégios para poucos, o dinheiro público deva ser administrado com mais responsabilidade deixando os profissionais de imprensa exercer suas atividades, pois quanto maior a divulgação melhor para os diretores do evento, o que não aconteceu nos últimos 8 anos, o diretor de eventos Vinícius Resende, ainda não aprendeu a conduta correta de um evento e acaba prejudicando pessoas. Os organizadores das festas estão desatualizados e prejudicam parte da imprensa que também colabora na divulgação, é uma medida equivocada que só acontece aqui em Manhuaçu. Eles esquecem que todos tem o mesmo direito, ainda mais que a festa é para o povo e pago com o dinheiro público.

Todo profissional de imprensa e dirigentes de eventos deveriam conhecer o documento “Princípios Editoriais das Organizações Globo”. Todo jornalista seja ele de uma empresa jornalística pequena ou grande, quando depara com eventos da Globo recebe um tratamento especial, eu mesmo cobrindo o lançamento da Constituição Brasileira em Brasília em 1988, a minha frente mais de 500 jornalistas do Brasil e do mundo com responsabilidade social bem maior que minha empresa jornalística, como eu poderia levar para minha cidade uma foto do então presidente da Câmara o Dr Ulisses Guimarães apresentando a nação a Carta Magna, qual foi minha surpresa um repórter da Globo tirou do bolso um filme de 24 poses e ainda me deu uma gravação e disse pode usar a vontade coloque os créditos para você.

Veja este link: http://observatoriodaimprensa.com.br/news/view/jornalista_impedido_de_trabalhar

Em 2008 nossa repórter Priscila estava trabalhando em frente ao palco numa tentativa de fotografar a banda e foi agredida e arrastada pelo segurança que ficou marca em seu antebraço, ela saiu do local chorando e com seu trabalho prejudicado, poderíamos ter feito um BO e ter denunciado o fato. Esperamos que estes fatos lamentáveis não voltem acontecer, que os organizadores futuros observem e corrija.

Ex (…)

Do Rio para o JM Prometi-me não escrever mais sobre Adriano, o ex-Imperador, ex-atleta, ex-jogador. Aos 30 anos, sua carreira no futebol está encerrada. Todas as tentativas para

recuperar seus tendões, fazê-lo perder 20 kg e botá-lo em forma, por mais bem planejadas, fracassarão. A tendência é a de que as notícias a seu respeito logo deixem as páginas de esporte e se mudem para outros cadernos dos jornais.

Mas, se o jogador não é mais personagem, resta o homem –e é este que, mais do que nunca, está em perigo. O Flamengo, clube que o revelou e do qual ele se afastou de vez, man-tinha-o “treinando” por medo de que, sem o futebol, Adriano emburacasse de vez. A intenção era louvável, mas inútil. Ele já emburacou. Não tem mais controle sobre seu comportamento.

Quem o comanda é o álcool.

Adriano sobe aos palcos ou à mesa dos botequins e se diz “orgulhoso de ser da favela”, que “tem dinheiro, mas não precisa dele” e é vítima “da inveja”. É a prepotência em pessoa. Não admite seu único problema: o de que sua vontade tornou-se uma combinação de água, malte de cevada e lúpulo.

Ainda não chegou ao estágio em que o sentimento de culpa faz com que o alcoólatra cogite sinceramente interromper o consumo (mas não consegue, porque o organismo já fala mais alto do que o cérebro). E, pelo tom eufórico de suas aparições, sempre registradas pelas câmeras, ainda não foi tomado pela depressão e pela inércia. Mas tudo isto –culpa, depressão, inércia– sobrevirá, e não terá a ver com o fato de ele estar “treinando” ou não. Será apenas uma fase inevitável do processo.

A única chance para o homem Adriano seria uma internação de pelo menos seis meses em clínica especializada e de regime fechado. Mas os alcoólatras têm uma lógica própria. Não se envergonham da doença –só do tratamento.

Ruy Castro, escritor e jornalista, já trabalhou nos jornais e nas revistas mais importantes do Rio e de São Paulo. Considerado um dos maiores biógrafos brasileiros, escreveu sobre Nelson Rodrigues, Garrincha e Carmen Miranda. Escreve às segundas, quartas, sextas e sábados na Página A2 da versão impressa.

2 COMENTÁRIOS

  1. Nossa, que legal, vocês não falaram só do prefeito de luisburgo, mas a foto terrivel foi só a do prefeito de luisburgo, fala sério, isto é coisa deste povo que não sabem nem ser vencedor, imagina administrar heim…

    • É de fato como a falta de interpretações de texto, só aparece a foto do prefeito de luisburgo e não dos outros pelo fato que a materia é específica da cidade de Luisburgo meu caro. Mas Jose Carlos não tenho duvida que fará sim uma otima administração. O bom vencedor é aquele que é iluminado por Deus é vc foi escolhido para fazer sim uma administração justa.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui