680 mil crianças e jovens ainda estão fora da escola no Brasil

255

Apesar dos avanços, 680 mil crianças e jovens ainda estão fora da escola.

apesarMais de 97% das crianças e jovens entre sete e 14 anos está na escola.
O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) divulgou, nesta terça-feira (09), o relatório Situação da Infância e da Adolescência Brasileira 2009. O documento revelou que o país obteve avanços no Ensino Básico. Para se ter uma ideia, mais de 97% das crianças e jovens entre sete e 14 anos está na escola, o número representa 26 milhões de estudantes. Mas, por outro lado, 680 mil ainda estão fora das salas, o que representa a população do Suriname.

Segundo o estudo, 66% do total de crianças fora da escola são negras. A porcentagem é o equivalente a 450 mil. Outro dado revela a disparidade entre Regiões do país. O percentual de crianças fora da escola na Região Norte é duas vezes maior do que o percentual na Região Sudeste.

A coordenadora do Programa de Educação do Unicef no Brasil, Maria de Salete Silva, afirmou que grupos mais vulneráveis socialmente são aqueles que mais estão fora da escola.

“Existe uma desigualdade clara, quer dizer, uma predominância de grupos onde se verifica discriminação de raça e cor mesmo. Depois identificamos um grupo grande [de crianças] com deficiência e baixa renda, além de crianças em regiões com difícil acesso a escola.”

Maria de Salete destacou que para atingir a meta ideal de 100% das crianças e adolescentes do país na escola, é necessário olhar para esses grupos mais vulneráveis:

“Para universalizar direitos no Brasil, nós temos que trabalhar lá onde está a criança. Estabelecer iniciativas que pensem na criança como indivíduo. E isso tem que ser feito em parceria com os municípios.”

De São Paulo, da Radioagência NP, Desirèe Luíse.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui