Escola no Campo 2023: cooperando com o amanhã

70

Por Comunicação Coocafé
Estudantes e educadores de 20 escolas de Lajinha, Chalé, Durandé e Irupi/ES
participaram do encerramento do Projeto Escola no Campo, realizado pela Coocafé.
no Poliesportivo de Lajinha. Na edição deste ano, o projeto contou com etapas de
trabalho dentro do currículo e estudo de revistas cedidas pela cooperativa. Mais de
500 estudantes do 5º ano participaram de um concurso de desenho e frase com o
tema ‘Cooperando com o amanhã’. O propósito foi levar para a sala de aula e famílias
dos estudantes uma reflexão sobre como cooperar com a preservação da natureza e
um futuro melhor para todos nós.
No concurso, 10 estudantes foram premiados. Os 3 primeiros lugares ganharam
bicicletas e os outros vencedores levaram jogos. Os prêmios foram entregues pelo
Diretor-Presidente da Coocafé, Fernando Cerqueira, e conselheiros da cooperativa. O
1º lugar ficou com o estudante João Vitor Gonçalves Veiga, da Escola Municipal
Antenor Condé, de Durandé. O 2º e 3º lugares foram para alunas de Lajinha,
respectivamente: Ana Luiza Ambrósio Ribeiro, da Escola Municipal Capitão Nestor
Vieira, e Emanuelly Debossam Rodrigues, da Coopcel.
Os outros 7 vencedores do concurso foram:
4º lugar: Wilson Alves Coelho – Escola Municipal Bernardino Soares, de Durandé;
5º lugar: Raicca Eduarda Fagundes Diniz – E.M Valdecy Afonso Moreira, de Irupi/ES;
6º lugar: Sara Brandão – E.M Manoel Felisberto Pereira Alvim, de Chalé;
7º lugar: Júlia Lourenço Sangy – E.M Manoel Felisberto Pereira Alvim, de Chalé;
8º lugar: Danilo de Oliveira Souza – E.M Valdecy Afonso Moreira, Irupi/ES;
9º lugar: Luisa da Silva Dias de Oliveira – E. M. Capitão Nestor Vieira, de Lajinha.;
10º lugar: Débora de Souza Vieira – E. E. João Lúcio Trindade Sobrinho, de Chalé.
Antes da premiação, os estudantes se divertiram em brinquedos infláveis, comeram
pipoca e cachorro-quente, e ainda teve picolé para se refrescarem do calor. O projeto
Escola no Campo existe há mais de 20 anos, e contribui com a educação das novas
gerações nas Matas de Minas e Montanhas do Espírito Santo.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui