Jejum de 17 anos é quebrado por velhos conhecidos

238

adrianoNem em sonho alguém poderia imaginar, quando Júnior, Gilmar, Zinho e outros bateram o Botafogo e foram campeões brasileiros pelo Flamengo em 1992, que o então recordista de conquistas nacionais ficaria 17 anos sem voltar a erguer a taça da Série A. Muitos outros jogadores tentaram repetir o feito nesse período, mas quem conseguiu mesmo foram velhos conhecidos da torcida rubro-negra, dentro e fora de campo: Adriano e Petkovic, ambos comandados pelo ex-volante Andrade – que de interino após a saída de Cuca passou a ser o treinador da equipe principal.

Adriano, revelado na Gávea e que deixou o clube ao lado de Reinaldo, em uma transação envolvendo a contratação do volante Vampeta, fez sucesso com a camisa da Inter de Milão, da Itália. Com os gols vieram a Seleção Brasileira, mas o fracasso na Copa de 2006 e os problemas fora de campo o abalaram a ponto de “dar um tempo” no futebol. O Flamengo foi o seu reinício, e como a torcida esperava.

Para Adriano brilhar, porém, o Flamengo contou com outro retorno ilustre (e que quase não aconteceu): o de Petkovic. Para saldar dívidas com o sérvio, o clube aceitou contratá-lo durante a disputa do Brasileiro, a contragosto de alguns dirigentes, talvez receosos com a idade do meia (37 anos). Eles só não sabiam do que o gringo ainda era capaz: com um belo repertório de gols, sendo dois deles olímpico, o herói do tri carioca de 2001 comandou o meio-campo rubro-negro.

Os dois não brilharam sozinhos, Adriano e Petkovic porém, no primeiro turno, aliás, o Flamengo teve dificuldades e chegou a ser cotado com um dos candidatos ao rebaixamento à Série B. Depois disso, porém, o clube reforçou sua defesa com Álvaro, ex-Inter, e o meio com o volante chileno Maldonado, ex-Cruzeiro, Santos e São Paulo. Somados aos que já estavam na Gávea, como o goleiro Bruno, os laterais Léo Moura e Juan, o pentacampeão Kléberson e o meia-atacante Zé Roberto, dentre outros, o time rubro-negro fez um segundo turno dos sonhos até assumir a liderança e assegurar o caneco.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui