A situação hídrica de Manhuaçu é grave

300

IMG_3924Ontem visitamos a barragem de Manhuaçuzinho, e  podemos afirmar que a situação é muito mais grave que muitos imaginam.  A cachoeira Sete está seca, veja as fotos.

Prefeito de Manhuaçu decreta Estado de Alerta de Desabastecimento
DSC_0032

O prefeito de Manhuaçu Nailton Heringer assinou Decreto Municipal Nº 844, de 20 de outubro de 2015, devido à grande escassez de água que assola1 o município, concedeu entrevista coletiva hoje às 10 horas, na sede do SAAE – Serviço Autônomo de Água e Esgoto, rodovia BR 262, KM 37, bairro Bom Jardim. A pauta foi a assinatura do Decreto de Estado de Emergência e as medidas adotadas pelo município a fim de amenizar os impactos provocados pela estiagem, que já afeta grande maioria da população do município.

O prefeito fez um breve relato da situação hídrica do município, disse de sua tristeza por presenciar a tão grave escassez de água, falou das várias reuniões que tem participado em Manhuaçu e região para tratar do assunto, “A água está rumo a escassez cada vez maior e nós não temos controle sobre esta escassez, única coisa que podemos é constatar documentalmente aquelas medidas que já tomamos e pedir a população que cada vez mais se conscientize porque é um bem que nós não temos o poder de fazê-lo aumentar, na verdade nós só podemos olhar nesta hora uma palavra de vitória olhar para o céus e rogar a Deus que chova sobre nós, porque toda a região sudeste está enfrentando uma situação muito grave, um calou intenso, e os mananciais não estão sendo abastecidos, que só será reabastecidos com a chuva”. Relata o prefeito Nailton.

3O prefeito e o secretário, reforçaram o pedido a população para economizar água, e como é um bem comum para todos, cabe a cada munícipe ser também um fiscal alertando o seu vizinho, seu amigo, da necessidade deste esforço de economia para o bem de todos.

Segundo José Aguiar Secretario do SAAE, a forte estiagem que vem assolando a região de Manhuaçu levou o SAAE – Serviço Autônomo de Água e Esgoto, a uma reunião de emergência. A finalidade foi a de discutir a escassez hídrica no âmbito do município e o agravamento da produção dos mananciais no sistema de abastecimento, tanto na barragem do Manhuaçuzinho como no córrego São Sebastião, que está cada vez mais crítica, o que afeta o abastecimento de água. Além da sede, os distritos de Vilanova, Santo Amaro de Minas, São Sebastião do Sacramento e Realeza, e a localidade de Vila Boa Esperança, são as regiões mais impactadas.

“Há cerca de quinze dias estamos com racionamento pontual. São doze localidades que estão sendo afetadas diretamente e a situação está se agravando. Estamos buscando alternativas, mas elas já estão se esvaindo. Nós não estamos tendo mais o que fazer, pois a chuva, que é o principal meio de abastecimento dos mananciais está muito longe, conforme a previsão meteorológica” – relata José de Aguiar, diretor do SAAE.

Na última semana, a capitação para abastecimento estava em torno de 100 litros por segundo nos três sistemas de capitação. O normal para o período é em torno dos 180 litros por segundo. “Parece pouco, mas somando essa diferença nas 24 horas de capitação e fornecimento, faz uma grande diferença. Nós estamos realmente numa situação muito delicada” – lamenta Aguiar.

A situação de abastecimento está cada vez mais grave e alguns distritos e localidades já sofrem com a falta de água. Os sistemas Ponte do Silva, São Sebastião do Sacramento e Vilanova, são os mais afetados, chegando a um patamar inferior aos 30% da necessidade para abastecimento, impactando diretamente, pelo menos 15 mil moradores. Desse total, a grande maioria é do distrito de Vilanova. Para se ter um exemplo, no dia 12 de outubro, às 23h30 a capitação atingiu a quota de 0,4 litros por segundo, sendo que o normal para essa época do ano é de 8,0 litros por segundo.

Projetos e medidas emergenciaisDSC_0047

Na sexta-feira, 09, para buscar uma solução ao abastecimento em Vilanova, o SAAE assinou um convênio com um loteamento privado para antecipação de entrega de um poço artesiano, previsto para ser entregue nos próximos dias. A perfuração e reativação de outros poços no distrito também fazem parte das medidas adotadas como forma emergencial e paliativa. As regiões onde não se tem mais água, o Governo municipal tem garantido o abastecimento por meio de caminhões pipa. Outro projeto é a adução de água em um afluente do rio Manhuaçu, que faz parte do manancial do Manhuaçuzinho. Este, demanda recursos e tempo. Os estudos apontam para a utilização de três mil metros de tubos para ligar a capitação à base de tratamento. Assim como Vilanova, a situação de cada região está sendo estudada e será atendida com as medidas adotadas pela autarquia.

 

IMG_3936 IMG_3933

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui