ACLA/MG celebra os 15 anos em noite Cultural de Gala Literária e Musical

62

MANHUAÇU, MG – A Academia de Ciências, Letras e Artes de Minas Gerais (ACLA/MG), com sede na cidade de Manhuaçu, abriu suas portas para uma noite memorável de celebração e homenagens na Excalibur Hall /Galeria Baalbak no centro da cidade. Marcando o início das comemorações do seu 15º aniversário, a academia realizou uma “Noite de Autógrafos” do escritor Comendador Fabrício Santos e “Sarau Literário” que não só reconheceu os talentos literários locais e regionais, mas também prestou uma homenagem especial às mães da comunidade.

A antologia “Jubileu de Prata Comendador das Artes”, uma coautoria de 40 acadêmicos da ACLA/MG, foi o destaque da noite, com cada coautor recebendo o Certificado de Mérito Literário. Houve também a entrega do Certificado de Mérito Cultural para o Guilherme da CASA DO SOM, Jeferson da EXCALIBUR, Lourdinha Bracks da GALERIA BAALBAK, Negra Jô do Grupo de Dança Afro Pérola Negra e Teógenes Nazaré da TN TV. O evento também foi palco para o lançamento de dois novos livros do Presidente Fundador da ACLA/MG, Comendador Fabrício Santos: “A Menina dos Olhos de Deus” e “A Vida do Professor em Contos e Crônicas”.

O evento contou com a presença ilustre do Príncipe Dom Alexandre da Silva Camêlo Rurikovich Carvalho, Presidente da Federação Brasileira dos Acadêmicos das Ciências, Letras e Artes (FEBACLA), que está comemorando seu 12º aniversário. A noite foi ainda mais especial com a posse dos novos membros honorários da confraria literária.

A ACLA/MG reafirmou seu compromisso com a cultura e a educação, reconhecendo que cada frase escrita e cada livro publicado fortalecem os alicerces da identidade e tradição mineiras. O evento foi uma verdadeira jornada cultural, com apresentações de música, dança e artes visuais, além de recitais de poemas e poesias dedicados às mães, verdadeiras heroínas do dia a dia. A homenagem às mães foi abrilhantada com o sorteio de bolsas da grife Nêga Brasil assinada pela estilista e também acadêmica, Rita Santos.

O encerramento do evento foi enriquecido pela Seresta em Homenagem às Mães com show acústico da dupla Fabrício Santos e Teógenes Nazaré e participação especial do baterista Eugênio Lessa, onde animaram os presentes com um repertório variado da Música Popular Brasileira e alguns clássicos internacionais.

Com a literatura no coração de Manhuaçu, a ACLA/MG continua a tecer a história cultural da região, inspirando e engrandecendo a vida de todos aqueles que têm a honra de fazer parte desta sociedade vibrante e criativa.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui