Brasil destina R$ 35 milhões para ajudar o Haiti

242

O Governo Federal vai liberar recursos no valor de R$ 35 milhões destinados a atender a população afetada pelo tremor de terra de alta magnitude ocorrido no último dia 12 de janeiro no Haiti. Segundo o Ministério do Planejamento, a abertura do crédito extraordinário será feita por meio de Medida Provisória, a ser publicada no Diário Oficial da União. A urgência e relevância do crédito justificam-se pela situação vivida naquele país, em consequência da destruição de grande proporção causada pelo desastre natural ocorrido.

A implementação de projetos humanitários visa evitar o agravamento da situação de fome e das condições sanitárias, bem como o aumento do número de mortes.

O crédito será concedido em favor do Ministério das Relações Exteriores e possibilitará a participação brasileira na implementação de ações de cooperação e de projetos humanitários no Haiti.

Além do socorro prestado pelos militares em ação e do apoio financeiro, o Brasil já enviou profissionais da Defesa Civil e cães farejadores para auxiliar na busca por sobreviventes. Foram enviadas também 13 toneladas de suprimentos entre alimentos, remédios e água.

Como enviar doações

As necessidades listadas abaixo são as consideradas prioritárias pelo Governo do Haiti e pela Força de Paz da ONU:
Medicamentos e ofertas de serviços médicos
Os profissionais da área de saúde que tiverem interesse em ser voluntários no Haiti devem entrar em contato para se inscrever.

– Órgão responsável: Ministério da Saúde
– Contato: pelo email

missaodeajudahaiti@saude.gov.br

 Água e alimentos

Priorizam-se alimentos de pronto consumo (que não precisem de água, utensílios e condimentos para preparação), com prazo de validade de no mínimo de 3 meses, como leite tipo longa vida, sucos em caixa ou lata, achocolatados, biscoitos, barras de cereais, frutas desidratadas e enlatados de pronto consumo.

– Órgão responsável: Secretaria Nacional de Defesa Civil

– Contato: pela página
www.defesacivil.gov.br
Outras ofertas de serviços
– Órgão responsável: Gabinete de Segurança Institucional
– Contatos: pelo email

saei@planalto.gov.br
ou fax (61) 3411-1297

Doações em dinheiro

Banco do Brasil
Conta SOS HAITI
Agência 1606-3
Conta Corrente 91000-7

Caixa Econômica Federal
Conta PNUD HAITI
Agência 0647 Op 003
Conta Corrente 600-1

Adoção internacional de crianças e adolescentes

A adoção internacional não deve ocorrer em situações de instabilidade como guerras, calamidades e desastres naturais, por não ser possível verificar o histórico pessoal e familiar da criança que se pretende colocar em adoção, como a atual situação no Haiti. A informação foi divulgada na terça-feira (19), pela Secretaria Especial dos Direitos Humanos.

Segundo a orientação do Guia do Alto Comissariado para Refugiados da Organização das Nações Unidas (ONU) e o Serviço Social Internacional (ISS), organização que é referência mundial para o tema da adoção, o deslocamento das crianças para outros países, ou sua colocação temporária em famílias substitutas, devem ser evitados por serem considerados traumáticos. Uma ruptura adicional àquela já sofrida por ocasião do desastre natural ou situação de calamidade pode aumentar o forte impacto psicológico vivenciado pela criança.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui