Daniel não imaginava que o fato chegaria a tanto

190

Daniel cantorCantor Daniel diz que não teve atitude correta ao puxar policial para dançar, a policial dançou por alguns segundos com artista em Paraguaçu Paulista. A PM abriu processo administrativo, mas valeu o bom senso e processo foi arquivado.

Do JM1 online com informação da TV Globo

O cantor Daniel admitiu não ter agido corretamente ao puxar uma policial militar para dançar durante um show Paraguaçu Paulista, a 466 km de São Paulo, no dia 20 de setembro. Um trecho do show foi gravado por pessoas que estavam no público e foi parar em sites da internet. A PM chegou a instauraram um processo administrativo, mas ele foi arquivado.

Tudo é uma questão de cultura e regulamento e em nosso país tal coisa não é permitido, mas já foi muito pior, houve um tempo que o policial fardado não podia nem ocupar uma poltrona de ônibus coletivo, tudo isso para evitar dormir, no exército já vi um cabo ser punido pelo fato de depois de 24 horas de serviço tomou um coletivo para ir para sua casa em Duque de Caxias e foi pego dormindo, o sargento que anotou o militar disse em sua parte que o militar estava desmoralizando a corporação dormindo em pleno dia.

Em alguns países isso é encarado de forma natural e o policial as vezes é até mais respeitado, no Brasil falta uma melhor integração da policia com a sociedade.

“Aquela atitude minha não seria correta talvez. Eu não imaginava jamais que a coisa fluiria dessa forma, dessa maneira”, disse o cantor.

Antes do show, a policial entregou de presente uma bíblia para o cantor, ainda no camarim. Durante a apresentação, ele puxou a policial para cima do palco. Ela pensou que o cantor fosse agradecer em publico pelo presente.

Segundo o tenente-Coronel Lincoln de Oliveira Lima, comandante do 32º batalhão de Polícia Militar do interior, a policial feminina é considerada uma agente de conduta exemplar. Ele diz que ela é evangélica e seu marido é sargento e é pastor.

Após a repercussão do caso, superiores da agente instauraram um processo administrativo, mas anunciaram que ele foi arquivado. “Chegou-se à conclusão que não era o caso de abrir qualquer procedimento disciplinar contra o policial. Então o caso já está arquivado”, explicou Oliveira.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui