A boa política começa no município

401

O povo não quer mais a velha política, estão cansados de ver as alternâncias no poder, prefeitos que saem, e outros que entram, mas nada de melhorias, na mesma cota estão os vereadores, que tem a função fiscalizadora, mas preferem o toma lá dá cá, e assim vão enrolando o povo. Há alguns municípios que existem apenas dois grupos políticos que governam por muitos anos, eles se revezam no poder, e não se sabe qual foi pior, se um ou outro. Depois de várias mudanças no poder e sem bons resultados o povo deseja outras alternativas, em alguns municípios que se enquadram nesta situação, há políticos que já pensam em organizar a chamada terceira via, para deixar de trocar seis por meia dúzia. Ano que vem é ano de eleições para prefeitos e vereadores e o povo começa a ouvir a velha máxima, precisamos mudar, as articulações estão a todo vapor. Se prevalecer o que até agora se fala da reforma política, haverá um pouco de dificuldade na permanência de partidos agregados a determinado grupo, embora a coligação fora proibida apenas para deputados e vereadores.

Vamos recordar um pouco do passado e relembrar os feitos dos prefeitos, cada eleitor pensando em seu município. Analise o que fizeram os prefeitos nos últimos 20 anos. Alguns administraram tão mal que gastaram milhões, além de não ter deixado obras relevantes, ainda deixaram muitas dívidas. O povo quer saber de obras importantes que eles deixaram, se as ruas ficaram bem calçadas ou asfaltadas, se cuidaram bem da educação, da saúde, saneamento básico, se os salários dos professores e funcionários foram atualizados.

O município, assim como, o estado e a federação são compostos por três poderes: Executivo, Legislativo e Judiciário, tudo é muito parecido nas três esferas administrativas, o que muda são apenas os valores. Nos municípios da região parecem que firmaram parceria, cada um fica na sua: o legislativo não fazem leis, o executivo não executa e a justiça não julga. Faltam até juiz em algumas Comarcas, os promotores, o nome diz, mas não promovem a justiça, contribuindo para o acúmulo de processos por não se indispor com prefeito e vereadores, e aí o descumprimento das leis é coisa corriqueira. Em muitos casos, as denúncias nem são aceitas, e em outros o promotor aceita, mas faz corpo mole dando a entender que eles estão ali em defesa não do povo, mas sim do legislativo ou do executivo.

Antigamente as prefeituras empregavam praticamente todos os funcionários que ela necessitava para administrar a cidade. Tinha funcionários para todos os serviços, desde a retirada das pedras e o recorte dos paralelepípedos para o calçamento. Hoje para se calçar uma rua, a verba tem que ser alta, pois a empresa é terceirizada, e aí todos sabem porque fica caro. O povo hoje grita contra o governo federal pela grande corrupção do mensalão e Lava Jato, como se nos municípios a coisa fosse diferente.

A maioria dos vereadores do interior só aparecem em obras ao lado dos prefeitos, e outra grande atividades deles são empregar parentes e cabos eleitorais. Há em todos os municípios muitas atividades esperando regulamentação, mas por incrível que pareça, tem vereadores de muitos mandatos que nunca fizeram um projeto de lei. O povo tem que acordar e aprender a votar sabendo escolher melhor seus candidatos, a função do vereador é fazer leis e fiscalizar o cumprimento delas e os atos do executivo, se o prefeito descumprem as leis e não é denunciado é porque a câmara está sendo conivente.

Fale com a redação  [email protected] – (33) 3331-8409

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui