MPA distribui 1 tonelada de alimentos em Vitória

277
MPA Vitória ES
MPA Vitória ES

MPA  (Movimento dos Pequenos Agricultores) distribui 1 tonelada de alimentos em Vitória nesta sexta-feira, a distribuição de alimentos faz parte de uma manifestação do Dia internacional de luta contra as transnacionais e em defesa da soberania alimentar.

O Movimento dos Pequenos Agricultores realiza nesta sexta-feira, dia 16, às 10 horas, um ato público com a doação de mais de 1 tonelada de alimentos para famílias de comunidades populares de Vitória. O Ato faz parte das atividades do dia internacional de luta contra as transnacionais e em defesa dos alimentos saudáveis e da soberania alimentar, que acontecem nacionalmente neste dia 16.

O ato terá início na Praça Costa Pereira, no Centro de Vitória, de onde cerca de 500 camponeses sairão em Marcha até a Praça Misael Pena, Próximo ao Parque Moscoso, onde acontecerá o encerramento da atividade com a doação dos alimentos. Mais de 50 famílias da Grande Vitória foram cadastradas para receberem as cestas de alimentos.

 O MPA e a produção de alimentos

Para o MPA, lutar por soberania alimentar significa lutar por direitos e pela dignidade do povo, uma vez que, atualmente, quase 15% da população mundial passa fome. São aproximadamente 1 bilhão de pessoas em situação de insegurança alimentar em todo o mundo.

O Movimento dos Pequenos Agricultores tem como essência de sua proposta a produção de alimento, e vem debatendo e consolidando formas de produção e comercialização de alimentos saudáveis para toda a população. É a agricultura camponesa que produz mais de 70% dos alimentos consumidos pelo povo brasileiro, enquanto o agronegócio, modelo de agricultura priorizado pelo estado, produz apenas cana, soja, e eucalipto para exportação. Além disso, o agronegócio é hoje o grande responsável pela expulsão das famílias do campo, pela destruição do meio ambiente, e pela perda de nossa soberania genética. Enquanto o agronegócio controla a maior parte das terras produtivas do país com grandes monocultivos destinados à exportação, a população brasileira sofre com o alto preço dos alimentos. De janeiro de 2006 a abril de 2008, o preço do feijão subiu 125%.

Para o MPA, a produção de comida deve ser limpa, livre de venenos e agrotóxicos, uma produção agroecológica. O Espírito Santo é o terceiro estado do país na aplicação de agrotóxicos em valores absolutos. Em 2001, o número de casos registrados de intoxicação relacionados ao uso de pesticidas chegou a 475, sendo considerada a segunda maior causa de intoxicação do estado. Além do risco para a saúde humana, o uso de agrotóxicos também é uma grande ameaça ao meio ambiente, sendo responsável pela poluição do solo e da água. Por isso, o eixo central da luta dos pequenos agricultores é a produção de alimento saudável, que atenda as necessidades do povo do campo e da cidade.

 Assessoria de comunicação MPA (9924 9673)
Outras informações: Leomar – 99812565

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui