FAB apreende avião boliviano em Rondônia com 176 quilos de pasta de cocaína

360
Brasília - O comandante de Defesa Aeroespacial Brasileiro, brigadeiro Machado, fala à imprensa sobre a apreensão de avião boliviano com 176 Kg de pasta base de coca Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr
Brasília - O comandante de Defesa Aeroespacial Brasileiro, brigadeiro Machado, fala à imprensa sobre a apreensão de avião boliviano com 176 Kg de pasta base de coca Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr

Brasília – O Comando da Aeronáutica informou, há pouco, que aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) interceptaram, na última quarta-feira 93), em Rondônia, um avião monomotor que transportava 176 quilos de pasta base de cocaína para o Brasil. A aeronave interceptada provinha da Bolívia quando foi forçada a pousar em uma pista de terra, no município de Alta Floresta d’Oeste, depois de um tiro de aviso dado por um caça A-29.

“Como ela [a aeronave boliviana] não respondeu, em nenhum momento, às interrogações do nosso interceptador, chegamos ao ponto de fazer um tiro de aviso para que ela cumprisse as determinações da defesa aérea”, explicou o brigadeiro Gérson Machado, comandante de Defesa Aeroespacial Brasileira.

Este foi o primeiro tiro de aviso disparado pela Aeronáutica após a promulgação da chamada Lei do Abate, em outubro de 2004. Ela permite a destruição de aeronaves que adentrem ilegalmente o espaço aéreo nacional para tráfico de entorpecentes, pessoas ou armamentos, após uma série de procedimentos preliminares obrigatórios. Segundo o brigadeiro Machado, a vigilância do espaço aéreo nacional ocorre “24 horas por dia, 365 dias por ano”. A Polícia Federal (PF) informa à Aeronaútica as rotas presumíveis de tráfico.

A droga apreendida foi transportada por uma equipe da PF para Porto Velho, a capital do estado. Na madrugada de hoje, a PF capturou os dois pilotos bolivianos que conduziam a aeronave. Eles prestaram depoimento no posto policial da cidade de Pimenta Bueno, em Rondônia. Um terceiro tripulante tem paradeiro desconhecido. Ainda não há informações sobre o destino no qual a droga seria entregue, caso não tivesse ocorrido a interceptação.

Fonte: Agência Brasil

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui