Invasão de Israel chocou o mundo pelas mortes de crianças e civis que não tem a ver com o conflito

169

Por Devair G. Oliveira
Militares israelenses encontraram cerca de 40 bebês e crianças mortos na comunidade de Kfar Aza, atacada pelo Hamas no sábado, segundo afirmou um canal de televisão local, que visitou a área nesta terça-feira (10).

As barbaridades que tem acontecido no mundo estão abrindo as mentes de muitos, a Bíblia menciona vários acontecimentos desses e diz que o joio crescerá junto com o trigo, mas somente na colheita o joio será separado e queimado, Deus cumprirá sua promessa de livrar seu povo, o que dói em muitos evangélicos fieis é ver partidos políticos brasileiros defendendo estes terroristas, ontem teve manifestações em Brasília em apoio aos terroristas do Hamas, partidos de esquerda, mesmo vendo tudo isso ainda apoiam as atitudes do Hamas, e é sempre assim eles entram em Israel matam milhares e depois quando Israel revida eles ficam pedindo ajuda ao mundo dizendo que estão sendo massacrados.

— Não é uma guerra, não é um campo de batalha. Você vê os bebês, a mãe, o pai, em seus quartos, em suas salas de proteção e como os terroristas os mataram. É um massacre — disse o major-general Itai Veruv aos jornalistas, que visitaram a comunidade nesta terça.

As Forças de Defesa de Israel informaram que foram recolhidos em território israelense mais de 1.500 corpos de terroristas palestinos do Hamas, o que indica que entre 70% e 75% da força palestina de ataque foi eliminada ao fim de pouco mais de 48 horas. Algumas fontes relatam que os terroristas capturados disseram que embarcaram em uma “missão suicida”, ou seja, entraram em Israel para matar o maior número possível de civis, sabendo que não retornariam com vida. Entre os árabes, o conceito de “mártir” é muito prestigiado e, de fato, há muitos vídeos de mulheres e jovens palestinos celebrando o fato de seus maridos / pais / parentes terem morrido na guerra “pois se tornaram mártires”.

O ataque do Hamas a Israel é um ato de terrorismo: Israel tem todo o direito de responder – Presidente dos EUA Joe Biden abordou a situação em Israel.

A principal coisa que foi dita:

🔹 Os EUA garantirão que Israel tenha os meios para se defender contra os ataques do Hamas;

🔹 A administração trabalhará com o Congresso para alocar fundos para as necessidades de Israel;

🔹 Os Estados Unidos alertam qualquer terceiro país ou organização contra a tentativa de tirar vantagem do agravamento do conflito palestino-israelense;

🔹 Os Estados Unidos estão prontos para enviar forças militares adicionais ao Oriente Médio, se necessário.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui