LUTO NA DEMOCRACIA!

313

A vida dá voltas, como qual, jamais se pode imaginar o que pode vir a acontecer. Um desses exemplos, dentre os muitos que existem, e que hoje vou comentar se refere à morte de um dos prisioneiros dos atos acontecidos em 08 de janeiro em 2023.

Em um primeiro momento, todos os brasileiros que se sentiram enganados com o resultado do pleito de 2022, absolutamente duvidoso, buscaram, pacificamente, o apoio das forças armadas se posicionando em frente de unidades militares, a fim de que as suas posturas pudessem servir de chamamento de atenção das autoridades moderadoras do país, perante o descalabro que emergiria perante a Nação, para não deixar que o pior acontecesse como aconteceu!

Dentre os brasileiros que foram recolhidos ao cárcere, como terroristas, por conta dos acontecimentos daquele dia 08, na Esplanada dos Ministérios, estava Cleriston Pereira da Cunha, um cidadão comum, casado, com filhas, que pelo andar da carruagem teria, forçosamente, que engolir o que foi considerado como resultado do pleito da presente eleição.

Segundo informações grosseiras sobre o processo que o levou ao cárcere, a decisão de condená-lo foi muito leviana e sem os cuidados mínimos jurídicos que poderiam incriminá-lo sem consequências para o Estado.

Clerisom, vulgarmente conhecido como Clesão, como todos os demais aprisionados, foram levados para uma verdadeira masmorra, suja, inóspita e insalubre dentre outros adjetivos que em muito desqualifica quem o colocou naquele local.

Todos os meios legais, jurídicos, possíveis de serem utilizados, como defesa, foram buscados dentro de todo o ordenamento que a justiça dispõe aos apenados, e todos lhe foram negados, democraticamente!

O nosso grande Rui Barbosa, dizia que a pior ditadura é a da toga dos Juízes!  Não imagino quão desesperador deve ser receber todos os castigos, em nome da Lei, sem ter merecido, mesmo nenhum deles!

Clesão morreu no presídio! Os seus clamores não chegaram aos olhos da Justiça porque ela é cega, se tivesse ouvidos livres poderia ter ouvido e impedir a tragédia irreversível que se abateu em a sua vida!

Curiosamente não há uma só imagem do nosso cadáver, depredando, destruindo ou quebrando, rigorosamente NADA!

Mas ele foi reconhecido como um terrorista e vândalo, quando os verdadeiros criminosos que foram expostos nas filmagens do descalabro, ainda não se têm notícias das suas condenações. 

[email protected]  11122023.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui