Mais de 580 militares e 225 homens da Força Nacional trabalham na região serrana do Rio

223

Um levantamento da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República aponta que 586 militares do Exército, da Marinha e da Aeronáutica trabalham neste momento na região serrana do Rio de Janeiro, atingida por enchentes e deslizamentos de terra.

Ao todo, 12 helicópteros estão sendo utilizados no socorro às vítimas, além de três ambulâncias, 74 viaturas, quatro máquinas pesadas (duas retroescavadeiras e duas pás carregadeiras), dois geradores, uma torre de iluminação, 15 barracas e um hospital de campanha.

Os militares designados para Nova Friburgo, Teresópolis e Petrópolis atuam na desobstrução de vias, na remoção de escombros, na distribuição de donativos, no atendimento médico e no transporte de vítimas.

O balanço indica ainda que 225 homens da Força Nacional foram enviados ao local – 80 bombeiros militares especialistas em resgates, 130 policiais militares e 15 peritos para auxiliar na identificação dos corpos.

O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome disponibilizou 8 mil cestas de alimentos e a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), do Ministério da Agricultura, encaminhou 44 toneladas de alimentos para a região.

O Ministério da Saúde enviou ao local 7 toneladas de medicamentos e insumos – ao todo, 30 kits, suficientes para atender 45 mil pessoas por um período de um mês. Há ainda 50 voluntários de seis hospitais federais do Rio de Janeiro que realizam atendimento nas cidades atingidas.

O Ministério da Integração Nacional, por meio da Secretaria Nacional de Defesa Civil, colocou à disposição da região 4 mil barracas de lona.

Agencia brasil

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui