Mais um provável caso de negligência médica no SUS Manhuaçu

271

Por Devair G. Oliveira

Nossa reportagem recebeu mais uma denúncia de mau atendimento na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de Manhuaçu.

Velório

Priscila Herínger Moreira Brum, relata a dor que a família sente neste momento
Priscila Herínger Moreira Brum, relata a dor que a família sente neste momento

Uma família bem conhecida na cidade, vários irmãos e irmãs, dentre elas duas são enfermeiras dedicadas, passa neste momento pela dor de perder um de seus membros,  Gutemberg Heringer Cunha 26 anos, que deixa a mulher e uma filha de dois anos.

Ele morava na Rua José Perígulo, Bairro Lajinha. Segundo Priscila Heringer Moreira Brum, irmã de Gutemberg, eles estavam trabalhando em um evento social realizado pela Igreja Evangélica Aliados com Cristo, domingo 4 de agosto de 2013 com a finalidade de realizar prevenção de doenças como hipertensão e diabetes. “Meu irmão que trabalhava em prol do evento,  reclamou que estava com o coração acelerado, como tínhamos ali equipes com enfermeiras preparadas e tudo legalizado, pedimos para Gutemberg fazer a pré-consulta, onde uma equipe realizava teste de Glicemia e aferição de pressão, ao aferir a pressão,  a enfermeira notou que seus batimentos cardíacos estavam bastante acelerados, e tendo conhecimentos técnicos, pediu que imediatamente o encaminhássemos  ao Pronto Atendimento, a enfermeira  anotou em um papel todas as informações cabíveis para a pessoa compreender lá no SUS,  que ele estava com a pele fria, coração acelerado, pressão 8 X 6, cansaço sem ter feito esforço físico, a boca estava seca. Ele era um rapaz de 26 anos, é um caso especial, onde tem que ter atenção. chegando à UPA na sala de triagem,  junto com outra pessoa e meu outro irmão que o acompanhava ouviram a enfermeira perguntar o que ele estava sentido e quando começou a sentir tais problemas, ele relatou que durante a semana sentiu um aperto no peito e que naquele momento estava  se sentindo cansado e com o coração acelerado” explica.

GutembergSegundo Priscila, ele subia o pico todos os anos,  adorava esportes e gostava muito de mergulhar em piscina, é uma dor terrível que não dá para aceitar, não tem cabimento uma coisa dessa.

Neste momento, quero falar destes problemas que ficam omissos.  Vivemos um momento em que o povo brasileiro está manifestando sua revolta com o descaso de nossos governantes com a saúde, e tantas outras coisas que nos faltam, precisamos de mais responsabilidades das autoridades para com o povo, pelos nossos direitos, mais atenção do poder público, esse é o nosso clamor”. Conclama Priscila.

DSC_0085Ainda salientou Priscila, que as pessoas leigas não sabem de seus direitos, e cabem àquelas pessoas que tem conhecimento dos direitos, protestar em favor de outras pessoas menos esclarecidas. “Sei que as pessoas leigas, não estariam fazendo o que nós estamos fazendo, temos conhecimento e informação e vamos fazer isso, porque meu irmão merece se fosse eu no lugar dele ele faria o mesmo. Não podemos viver mais com estas negligencias irresponsáveis, onde se perde vidas, onde se viu receber um tratamento destes, em muitos lugares,  animais tem melhor atendimento do esse que meu irmão teve aqui no SUS de Manhuaçu. Estamos entrando na justiça,  não para receber indenização, porque a vida humana não tem preço, e sim, com o objetivo de salvar vidas,  porque nada trará meu irmão de volta, mas precisamos denunciar as irregularidades e os maus atendimentos,  para que outras pessoas não sejam vítimas e sofram a dor que nós estamos sentindo neste momento”. Finalizou Priscila Heringer.
Recebemos esta noite 9 de agosto de 2013,  a palavra do Dr. Gulivert, Secretario da Saúde de Manhuaçu.

 

35 COMENTÁRIOS

  1. Lamentável ler este relato,pois eu mesmo certa vez aguardando por um medico de plantão que era o Dr Guliver e que não estava no SUS no momento em que havia levado um amigo com muitas dores na coluna para ser atendido em pleno domingo,quando chegamos era 9;00 da manhã e apesar de insistentemente solicitar a presença do medico,mesmo assim ja era por volta de 12;30 ainda não havia aparecido,pois o plantão do mesmo encerraria as 13;00hs,foi quando liguei 190 e fiz um ocorrência de mal atendimento publico,não é que assim que a viatura da PM chegou,rapidinho o medico apareceu,mas fiz a minha parte e acredito que assim como essa família,não podemos no calar,que a justiça seja feita.

  2. Infelismente isso aconteceu com meu irmão há 15 anos atras, ele chegou no pronto atendimento(quando era no SUS)com fortes dores no peito e ficou aguardando, aguardando, até que caiu no chão e os enfermeiros correram com ele mas ja era tarde. Espero que justiça seja feita!!!

      • Junior, a Ordem partiu dela propria a enfermeira (…) que por sinal deve ter comprado o coren dela ou entao esta na profissao errada. Mas se prepare… isso é so o começo MESMO !!!

  3. Sei o tamanho da dor dessa família ,infelizmente a minha mãe foi vitima quatro anos atrás pelo mesmo motivo,Falta de assistência medica,chegou no sus ficou jogada esperando atendimento médico,quando foi atendida era tarde de mais,isso é muito triste.Tem que ter justiça,quantas pessoas mais estão morrendo todos os dias pelo mesmo descaso,falta de amor com as pessoas.Todos tem que ser punidos pagar pelo que fez….

  4. Estou aqui no ES e fico chocado com uma notícia dessas: Não podemos achar normal uma pessoa morrer desse jeito…Não podemos achar normal um paciente não ter um atendimento decente..Não podemos achar normal nada ser feito…Como disse a colega “isso não vai ficar assim”..na verdade, devo corrigi-la: “Isso não PODE ficar assim!”
    Meus pêsames à família!!

    • conheci o guto aqui em minha casa ele era casado com a sobrinha do meu esposo luiz c garcia moço bacana, lembro do carinho dele em vir nos conhecer , menino de DEUS . ESTOU CHOCADA COM ESSA NOTICIA mais fiquem tranquila ele está feliz com JESUS pessoas como guto NÃO TEM LUGAR AQUI NA TERRA,.ESTOU TRISTE.

  5. Brasil, veja só que manhuaçu esta passando a falta de saúde, educação, organização, falta de governantes corretos já a mesma situação que ocorre aqui, vem acontecendo no pais em todo. não temos presidentes, governador, vereador, prefeito… falando nele por onde anda ele neste momento, um membro de sua família Heringer , agora o povo brasileiro tem culpa parcialmente em escolher uns canalhas que não saber administra a própria família é colocado em autoridade municipal ” por favor manhuaçu, queremos uma politica verdadeira, honesta, que visa os princípios da constituição, um dia deste ainda essa semana uma senhora com toda coragem que muito aqui em nossa cidade não tem estava em plena praça em uma tarde com muito sol que em sua costa estendida uma bandeira do brasil, protestando de seus direito de cidadão pois para uma pessoa pobre não ha saúde, educação etc…” brasil o gigante que acordou… cade ele, dormiu de novo, isso para mim e para um todo brasileiro ta igual modinha de adolescente tem seu tempo e sua fase, os politico estão rindo da gente pois sabem que isso era so uma onda… brasil vamos acorda ano que vem tem eleição e os ladroes estarão em nossa cidade com vários e vários discurso, promessa sera que nos o povo brasileiro vai cai desta vez, queremos mudança, queremos o brasil de cara nova.
    vamos povo de manhuaçu, somos pequenos mas como força de gigante, queremos mudança na saúde (SUS) educação, lazer… queremos nossa cidade uma cidade brasileira, como PRICILA HERINGER em suas palavras disse “Sei que as pessoas leigas não estariam fazendo o que nós estamos fazendo, temos conhecimento e informação e vamos fazer isso, porque meu irmão merece, se fosse eu no lugar dele ele faria fazendo o mesmo. Não podemos viver mais com estas negligencias irresponsável, onde se perdem vidas, onde se viu receber um tratamento destes, em muitos lugares animais tem melhor atendimento que o que meu irmão teve aqui no SUS de Manhuaçu. Estamos entrando na justiça com o objetivo de salvar vidas, porque nada trará meu irmão de volta, não para receber indenização, porque a vida humana não tem preço, mas precisamos denunciar as irregularidades e os maus atendimentos para que outras pessoas não sejam vítimas e sofram a dor que nós estamos sentindo neste momento” VAMOS BOTA ESSE GIGANTE PARA DERRUBA ESSA POLITICA SEM NOÇÃO….

  6. É necessário e urgente que o Ministério Público intervenha no sistema de saúde de Manhuaçu e tome providências radicais para acabar com esse descaso com as pessoas doentes que procuram o sus na busca de atendimento de qualidade, com respeito e humanidade, coisas que não se vê no pronto-socorro.

  7. muito bem tem mesmo que entrar na justiça
    isso alem de ser negligencia e tambem omiçao de socorro
    e omiçao de socorro e crime !tem botar esse povo e na cadeia!

  8. É uma cascata de erros. os PSFs não tem medico, os que tem não trabalham as horas que são pagos pra trabalhar, com isso sobrecarregam a UPA que fica lotada de pessoas para consulta, atrasando o atendimento de emergência para pessoas que realmente precisam, e sobrecarregando os médicos e funcionários. Meus pêsames a família foi um ocorrido lamentável!

    • Isso é Verdade.
      Não é apenas a falta de Médico nas UPAS.
      Falta de tudo, até macas!
      E tem muita gente que vai para Emergência para consultas que não são urgências.
      Tudo errado.

      Deus dê forças a família nessa hora triste.

  9. e muito triste ler isso….estou solidária a família e acho que deve PROCESSAR O ESTADO, sem dó nen piedade……isso não vai trazer o Rapaz de volta, mas vai fazer pessoas serem mais RESPONSÁVEIS……

  10. Devido a alta importância do governo frente a construção de novos estádios e ao recebimento dos estrangeiros e na imporãncia do tratamento para com eles(a nível de capital), frente à má qualidade de formação a nível de gradução biomédica(a nível estadual), frente a negligênia aplicada à uma conduta inaceitável (a nível estadual) As discrepãncias argumentativas do governo imputa na falta de especificidade ao desejo do povo, o governo com o seu sistema e com sua maior importância para que ele próprio se sustente, fomenta desleixo não somente à esta situação , mas sim a várias outras que já aconteceram como esta, a sociedade não pode ir às ruas pedir para abaixar o preço dos ônius , pois esta por sua vezterá de subir novamente por causa da inflação, temos de nos conscientizar e ir para rua pedir uma nova educação para que forme profissionais de competência e que melhore a saúde pública para todos.
    Impunidade se responde com voz de PRISÂO e não podemos nos calar diante a essa impunidade em forma de negligênca, pedimos ao médico chefe e diretor desse hospital maiores informações , sem demagogia e hipocrisia por favor e queremos cadeia para esse “profissional” da saúde publica manhuasuense.
    Junior Heringer (povo que fala tem cara)

  11. Isto é um absurdo mesmo aonde já se viu uma coisa desta,aqui em mçu a coisa esta feia pra todo mundo,espero não poder passar por isso desejo aqui os meus sentimentos aos familiares e a dor dar perda mas que o nosso DEUS possa esta confortando a todos da família.

  12. Infelizmente eu vivi uma situação parecida com minha mãe, há quatro meses atrás. Ela chegou no Pronto socorro com pressão alta e náuseas. Ela ficou de um dia para o outro em cima de uma maca , fez exames de sangue na hora que deu entrada mas infelizmente os exames não foram vistos por nenhum médico e também nenhum médico foi até ao quarto ver o estado dela. Quando já tinha 24 horas que estávamos lá, ela piorou e comecei a gritar a enfermeira que disse que pra eu não mke preocupar que ela estava bem. Com muito custo depois de insistir muito com ela que minha mãe não estava nada bem, levamos ela em cima da maca pra sala onde os médicos ficam atendendo e já eram outros médicos que estavam ali e quando a médica viu que os exames feitos no dia anterior estavam constando que ela estava infartada, chegou a f azer esse comentário: _Mas ninguém viu que ela estava infartada? Ela tem que ir pra UTI urgente! A médica simplesmente rasgou o prontuário do atendimento da falha do dia anterior na minha cara e eu estava tão transtornada que deixei e não fiz nada. Infelizmente não deu mais tempo de levarem minha mãe pra UTI ela morreu na minha frente, e eu não pude fazer nada!!! Não tenho palavra pra descrever a minha revolta!!!

  13. é muito triste essa situaçao ,passei pelo mesmo problema a três anos atras com meu pai que veio a falecer ,sentindo fortes dores,enfermeiras não fizeram nada e ele ja estava internado nisso que chamam de hospital negligencia medica nenhum medico apareceu para olhar quando chegaram ja era muito tarde ,…(desabafo)

  14. Já passei por algo parecido alguns meses atras, senti uma pressão no peito como se ele inflasse, batesse forte e sem ritmo continuo, senti frio, falta de ar e como se meus braços ficassem pesados, detalhe tenho 25 anos. Foi até o UPA de manhuaçu, onde o enfermeiro que me atendeu, so olhando pra mim, disse que era emocional, que eu deveria ir a pra fora e respirar ar puro, apos muita insistência me receitaram um “dramin” e o enfermeiro ainda me disse, que tinham pessoas ali com problemas de verdade, sofro de hiplogicemia e não consegui nem sequer guarda o nome dele, pois não estava nada bem, apos nãoo ter nenhum atendimento alem deste, o mesmo, me diagnosticou sem nenhum exame com distúrbio de ansiedade. No final das contas, acabei melhorando a ponto de sentir vergonha de estar ali e ser tratado daquele modo, retornei pra casa, onde permaneci com os sintomas que aos poucos foram ficando menos insuportáveis.

  15. ATÉ ENTÃO EU NÃO SABIA QUE ENFERMEIRA TINHA DIPLOMA DE MEDICO E QUE SUCO DE MARACUJÁ ERA REMÉDIO PARA UMA EMERGÊNCIA CARDÍACA. AINDA MAIS SE TRATANDO DE UM JOVEM DE 26 ANOS. LAMENTÁVEL.

  16. É lamentável o SUS, no Brasil!!!Tbm passei por isso duas veses e com uma perda, o outro se salvou graças a outra pessoa q chamou um medico conhecido p atende lo, por q no atendimento ninguém sabia o q ele tinha!!!TRAGICO. To c Priscila, faz isso, se todo mundo protestar contra essa baderna q é o atendimento publico quem sabe nossos filhos nao passam por isso ne!? Força a essa família e muita outras q ainda viram!!!!Infelismente…

  17. Há 2 anos meu filho teve mielite transversa e ficou em uma maca durante toda uma noite cm mtas dores e sem movimentos de alguns membros e depois ficou mais 4 dias no quarto junto com varios pacientes com doenças diferentes ….tudo isso na upa de manhuaçu.se ñ fosse interferençias de amigos ele teria morrido sem vaga no CTI.
    mas gostaria de ressaltar q dentro do CTI e na infermaria depois ele foi mto bem atendido pelos profissionais de enfermagem e medicos do HOSPITAL CESAR LEITE .
    por isso eu diria apurem mesmo a culpa dessa profissional sem amor a profissao e a condenem se for o caso.meus sentimentos a familia..

  18. Isto aconteceu comigo mais ou menos um mes atras,cheguei em casa de mçu, desci do carro, que dirigia, fui ao encontro do meu pai, começamos a conversar e em poucos segundos apaguei, recebi massagem cardiaca ate chegar no upa, quando acordei estava numa maca, sem saber o que acontecia, a enfermeira chegou ate a mim, me mandou embora, alegando que era estres,quando cheguei na minha casa que era na zona rural mau entrei e passei mal de novo, meu pai me socorreu com muita rapidez e uma pessoa foi fazendo massagem de novo ate chegar la, desta vez, meu pai não passou pela sala e sim pelo portão, me deram varios choques ate voltar, ai que descobriram que eu tinha infartado, e uma funcionaria ainda falou para o medico, ela saiu daqui a pouco tempo com a pressão a 22. Deixo aqui meu relato e meus pesâmes a familia e gostaria de ressaltar que nos não somos poucos, isso vem acontecendo todos os dias…

  19. Há 2 anos atrás meu irmão foi muito mal atendido no mesmo hospital,passou por uma cirurgia ,antes da mesma acabar a anestesia já não fazia efeito e ele teve que tomar outra e geral, o que acarretou 2 paradas cardíacas e teve algumas complicações devido a isso,e não era nada pelo SUS,tudo particular. Resultado: uma ação na justiça ,esperamos que o certo seja feito.

  20. Não podemos nos calar diante de tantos casos de negligência e impunidade.
    Agora foi o Gutemberg, amanhã poderá ser ser eu, você, nossos pais, nossos filhos. Autoridades de Manhuaçu, por acaso enfermeiro agora é médico?
    Esse caso tbm ficará impune?
    MOBILIZAÇÃO

    Amigos e membros da família se mobilizam para um ato pacífico, na porta da UPA, na tarde de sábado, 10/08, com o objetivo de chamar a atenção da sociedade para o caso e para o atendimento prestado à população.

    A proposta é sair de frente a prefeitura municipal, às 13 horas, e ir até a frente da UPA, na Praça Doutor César Leite, de forma pacífica.
    Marisol, Deus te dê força e sabedoria para entender os seus desígnos.
    Fiquem na paz do Senhor jesus

  21. MOBILIZAÇÃO

    Amigos e membros da família se mobilizam para um ato pacífico, na porta da UPA, na tarde de sábado, 10/08, com o objetivo de chamar a atenção da sociedade para o caso e para o atendimento prestado à população.

    A proposta é sair de frente a prefeitura municipal, às 13 horas, e ir até a frente da UPA, na Praça Doutor César Leite, de forma pacífica.

  22. So um detalhe, nao tem nenhum médico envolvido,… a triagem errada quem fez foi a enfermeiram ou seja, mudem o titulo desta reportagem pq nao tem nada a ver uma coisa com outra! AFINAL, a enfermeira DIAGNOSTICOU um paciente com uma arritmia como se fosse APENAS ANSIOSO! ISSO AI! DEIXEM O DIAGNOSTICO para eles!
    Sinto muito pela familia, uma perda terrível e provavelmente evitável!

  23. O atendimento no SUS (UPA e Hospital César Leite) é uma vergonha, uma afronta ao cidadão brasileiro, que paga muitos impostos. Fui ao Hospital César Leite no dia 30/07/2013, reclamar do péssimo atendimento que o meu pai (um senhor de 95 anos) teve quando deu entrada na UPA no dia 23/07/2013 , vindo a falecer no dia 25/07/2013. Ele só não faleceu em uma maca, porque o Dr. Gustavo, que era médico dele e estava de plantão na noite do dia 24, intercedeu para que ele fosse transferido para o hospital. Não transferiram o meu pai para a UTI, por acharem que ele já era muito velho e muito doente. Como ele estava muito mal, a pessoa que o acompanhava pediu para chamar um médico, mas quando ele apareceu o meu pai já havia morrido. Mesmo assim, usaram o desfibrilador em um paciente que deixaram morrer sem prestar um atendimento decente e merecido. Acho que todo ser humano merece uma morte digna, com um mínimo de conforto e atenção. Agora, fica aqui a minha pergunta: deixaram o meu pai morrer por ser velho , e o rapaz que faleceu, por ser muito jovem? Acho que a família está certíssima em entrar com ação na justiça. Chega de descaso com o ser humano.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui