Vigilância sanitária inutiliza mais de dois mil quilos de alimentos

227

2

O Governo de Manhuaçu, por meio da secretaria de Saúde, inutilizou dois mil quilos de alimentos impróprios para o SAUDE

Produtos chegam para descarte

Consumo na manhã desta sexta-feira, 04 de dezembro. Os produtos foram apreendidos pela Vigilância Sanitária saúde

Máquina destrói alimentos impróprios que depois são enterrados

Durante as operações de rotina, em diversos comércios e distribuidoras de gêneros alimentícios do município. Para evitar que biscoitos, iogurtes, carnes, doces entre outros produtos, com prazo de validade vencido, danificados, roída por roedores e insetos, entre outros fatores que podem colocar a vida em risco, pudessem ser reutilizados, uma máquina destruiu e enterrou todo material.

A ação de inutilização foi coordenada pelas equipes de fiscais da Vigilância Sanitária, com apoio da secretária de Obras, e foi realizada na usina de reciclagem de lixo de Manhuaçu. Com base nas autuações promovidas pelos agentes fiscais, os estabelecimentos reincidentes começaram a ser multados. Onde a irregularidade foi constatada pela primeira vez, os agentes promovem ações educativas, voltadas às questões sanitárias, com os responsáveis pelos estabelecimentos.

O número de mercadoria apreendida dessa vez surpreendeu até mesmo a quem está acostumado com a rotina de fiscalização. “Surpreendeu-nos que o volume dessa vez foi um pouco maior, inclusive teve apreensão em distribuidoras de alimentos. Foram muitos produtos como biscoito, sucos, mortadelas, bacon, arroz, entre outros. A Vigilância está ativa, está atuante, tanto que prendemos também bastantes produtos de origem animal nas redes e nas mercearias. Dessa vez também já ouve uma condição de multa, pois alguns comércios são reincidentes, e a multa não está sendo pequena” – relata o agente fiscal sanitário, Afonso Cláudio.

Para colaborar com o trabalho da Vigilância Sanitária, e evitar que por distração, um produto impróprio ao uso, seja levado para casa e consumido, provocando dessa forma que a saúde seja colocada em risco, os agentes da Vigilância pedem que a população fique atenta, olhem as datas de validade dos produtos, confiram se as embalagens estão adequadas ou se oferecem risco de contaminação do alimento e, ao depararem com situação irregular, comunique ao estabelecimento e simultaneamente denuncie à Vigilância, basta ligar 33 3332 3580, para que as medidas cabíveis e legais sejam tomadas.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui