Os brasileiros vão ter que repensar o Brasil, pós Covid 19

983

            Por Devair G. Oliveira
            Só Deus para ter misericórdia dos brasileiros em que os mais humildes são os que mais sofrem, se o povo fosse mais unidos já teriam dado um basta nesta grande desigualdade, afinal o poder se emana do povo. Diante da calamidade pública que estamos passando neste momento vamos descrever um pouco da desigualdade em que os políticos submetem os brasileiros.
            Já que não podemos contar com a sensatez dos políticos o povo terá que repensar o Brasil após a Pandemia do Covid 19, Infelizmente a oposição que não se conforma em perder e trabalha contra a sua própria Pátria, basta alguém dizer algo contra os comunistas eles saem logo em defesa da China, só falta agora eles quererem colocar a culpa no governo pelo encolhimento da economia, devido à crise vinda com a pandemia, os parlamentares neste momento poderiam ter um gesto de grandeza cortando um pouco de seus salários e mordomias para ajudar os brasileiros, pois vão faltar muitos recursos.
            Todos os países vão sofrer com suas economias uns mais outros menos, a população mundial está em pânico com o Covid 19 fragilizando a humanidade sem nada poder fazer porque não há uma vacina e nem outra medicação que seja razoável, as pessoas jovens e bem nutridas e os adultos com imunidade alta tem grande chance de livrar do vírus com certa facilidade dizem os médicos, os idosos são os que mais estão sendo atingidos e a mortalidade é a mais alta, o isolamento é o melhor meio para conter a disseminação, há vários problemas na economia, mas que vai prejudicar muito mais os trabalhadores informais e muitos trabalhadores perderão seus empregos devido à quebradeira de empresas.
            O sofrimento do povo poderia ser menor se tivéssemos políticos comprometidos com a sociedade, vamos apontar aqui algumas barbaridades que nossos políticos submetem os brasileiros, a começar por falta de leis eficientes e o outro caso gravíssimo é o custo altíssimo de cada parlamentar aos cofres públicos, são os mais altos salários do país e muito superiores aos outros países, o Brasil com sua economia fragilizada devido o grande período em que foi saqueado pelos corruptos que comandaram este país, isso chega ser abuso de autoridades contra o povo.
            Para se ter uma ideia: “O senador Humberto Costa (PE), líder do PT no Senado, é o parlamentar federal com os maiores gastos públicos do Congresso em 2019”. O gabinete do petista teve despesas de R$ 607,4 mil para custear suas atividades.”
            Em um país fragilizado com um rombo no orçamento previsto em R$ 124 bilhões, isso antes do Corona aparecer, agora esse valor deve aumentar bastante, o Congresso Nacional custa aos cofres públicos R$ 10,8 bilhões ao ano. O custo do legislativo brasileiro é o segundo maior do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos. O ranking foi feito pela União Interparlamentar, organização internacional que estuda os legislativos de diferentes países, o salário de R$ 33.763, auxílio-moradia de R$ 4.253 ou apartamento de graça para morar, verba de R$ 101,9 mil para contratar até 25 funcionários, de R$ 30.788,66 a R$ 45.612,53 por mês para gastar com alimentação, aluguel de veículo e escritório, divulgação do mandato, entre outras despesas. Dois salários no primeiro e no último mês da legislatura como ajuda de custo, ressarcimento de gastos com médicos.
            Em 2016, o Supremo Tribunal Federal custou mais de meio bilhão de reais. O STF possui:
– 1.216 funcionários; – 306 estagiários; – 959 terceirizados; o total varia de um mês para outro, mas nunca é inferior a 2.450 funcionários: – Média de 222 funcionários para cada um dos 11 ministros.  Funcionários terceirizados: – 25 bombeiros civis; – 85 secretárias; – 293 vigilantes; – 194 recepcionistas; – 19 jornalistas; – 29 funcionários cuidando da encadernação; – 116 serventes de limpeza; – 24 copeiros; – 27 garçons; – 8 auxiliares de saúde bucal; – 12 auxiliares de desenvolvimento infantil; – 58 motoristas; – 7 jardineiros; – 6 marceneiros; – 10 carregadores de bens; – 5 publicitários.
            O gasto com os prefeitos é outra aberração 4. 875 municípios gastam mais do que arrecadam em impostos, está aí a necessidade de acabar com muitas cidades que só dão prejuízo, o salários pagos aos prefeitos, vice-prefeitos secretários e vereadores dariam para melhorar bastante o atendimento dos munícipes.
            No Brasil os salários dos prefeitos são altos  o teto máximo é de  R$ 33.763,00 que é o salario de Ministro do STF. O prefeito de Belo Horizonte é o maior salário do país R$ 31.061,47.
            De acordo com um levantamento do site Politize! Os salários dos vereadores brasileiros variam entre R$ 5.600 e R$ 21.000. Imagina isso multiplicado por 57.000 Fonte: https://www.guiadacarreira.com.br/salarios/quanto-ganha-um-vereador/.
            Neste ano vamos eleger mais de 57 mil vereadores desconsiderando assessores e funcionários, o custo estimado de R$ 10 bilhões anuais. O valor é praticamente o dobro do orçamento de um município como Campinas, que tem 1,1 milhão de habitantes e é um dos mais ricos do país.
            Outro vírus, horroroso, que mata e macula a vida das pessoas, é a falta de saneamento básico! O mundo pobre sofre muito com essa desgraça que espalha doenças como leptospirose, febre tifoide, dengue, dentre muitas outras doenças.
            Se diminuísse o número de senadores para 54, cada estado com dois senadores, o número de deputados federais poderiam também diminuir para 250 deputados estaria de bom tamanho, e cortando as mordomias, muitos países de primeiro mundo os deputados tem um salário modesto e vão trabalhar no seu próprio carro ou até de transporte urbano, nos estados também o número de deputados podem diminuir, juntamente aos de vereadores e corte nos salários. Isso seria justiça social bilhões de reais iriam sobrar todo ano. Os brasileiros não podem aceitar uma reforma qualquer.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui