Peixe BR solicita ao Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA) detalhamento dos procedimentos de importação de tilápia do Vietnã, incluindo análise de risco sanitário

53

A Associação Brasileira da Piscicultura (Peixe BR) tem como um dos seus pilares a defesa da cadeia produtiva da piscicultura no Brasil, o que inclui o combate à importação de produtos que promovam concorrência desleal com os peixes de cultivo no Brasil.

“Esse combate acontece em dois campos: um político e o outro legal”, detalha Francisco Medeiros, presidente executivo da entidade.

“Na área política, o Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA) faz a defesa do produto nacional. No entanto, essa medida foi insuficiente para barrar a importação de tilápia do Vietnã, fato que ocorreu em dezembro de 2023”, diz o dirigente.

O outro campo de combate é o legal e, neste caso, o Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA) responde por todas as questões voltadas à importação.

“Dessa forma, enviamos petição ao MAPA solicitando informações detalhadas sobre os procedimentos necessários para importação, como a ARI (Análise de Risco de Importação) da espécie tilápia, com especial atenção às enfermidades presentes no Vietnã, como o vírus TILV, sendo que o Brasil é considerado zona livre da doença”, informa Medeiros.

“Neste momento, é necessária a ação de todos para que, juntos, possamos barrar essa ameaça que coloca em risco a piscicultura brasileira, uma atividade pujante, profissional e em crescimento, que usa boas práticas e coloca no mercado produtos com segurança e alta qualidade”, assinala o presidente executivo da Peixe BR.

Irvin DiasTexto Comunicação Corporativa

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui