Programa Novo Trilho, da VLI, alcança 100 toneladas de resíduos sólidos recolhidos 

87

A destinação adequada destes materiais, além de ser uma atitude sustentável, rendeu mais de R$ 61 mil para as famílias que reciclam  

O Programa Novo Trilho, da VLI – companhia de soluções logísticas que opera terminais, ferrovias e portos – contabilizou suas primeiras 100 toneladas de resíduos sólidos recolhidas em 27 pontos de coleta de materiais recicláveis distribuídas por 10 cidades brasileiras. Isso representa mais de R$ 61 mil de retorno para as famílias que reciclam. Além disso, considerando o retorno dos reciclados para a indústria, desde a revenda das associações e recicladoras até a transformação em novas matérias-primas, estima-se um potencial monetário de R$ 894 mil. Os dois estados que mais receberam materiais reciclados foram Minas Gerais e Maranhão. Os dados foram compilados com o fechamento do ano de 2023.  

A iniciativa foi criada em setembro de 2021 com o objetivo proteger o meio ambiente ao estimular atitudes mais sustentáveis, por meio da destinação adequada de resíduos sólidos, bem como incrementar a renda de famílias que promovem a reciclagem. Do total do material recolhido desde o início do projeto, 93,03 toneladas foram recolhidas nas localidades cortadas pela Ferrovia Centro-Atlântica (FCA), sendo 64% de PETs e 36% de alumínios.  

São centenas de pessoas diferentes descartando de forma correta, sendo 874 mulheres e 362 homens. A unidade localizada no Bairro Nova Cintra, em Belo Horizonte (BH), é a campeã nos recolhimentos de recicláveis, seguida por Betim, na Região Metropolitana de BH (RMBH).  

FNS  

Por sua vez, nas regiões do Maranhão por onde passa a Ferrovia Norte-Sul (FNS), foram 15 toneladas arrecadadas de 17 de agosto a 1º de dezembro. Ao todo são 162 pessoas descartando adequadamente os resíduos sólidos. Nas cidades maranhenses, os resíduos entregues nos pontos de coleta são mais variados, como alumínio, eletrônico, papel, plástico e vidro. Porto Franco é o município que concentra 65% dos materiais recicláveis recolhidos.  

Resultados  

O volume recolhido de resíduos sólidos tanto na FCA, quanto na FNS, comprova que o Novo Trilho protege o meio ambiente. Isso porque ele representa mais de 13 milhões em energia, 337 mil litros de água, 126 árvores e 111 mil quilos de carbono que deixaram de ser emitidos. O programa está instalado em: Belo Horizonte, Betim, Contagem e Santa Luzia, na RMBH; Divinópolis, no Centro-Oeste mineiro; Uberaba e Uberlândia, no Triângulo Mineiro; Imperatriz e Porto Franco, no Maranhão; Ribeirão Preto, em São Paulo.  

A VLI investiu, até o momento, aproximadamente R$ 2 milhões no projeto e impactou mais de 200 mil pessoas, trazendo renda para a população, escolas, profissionais da reciclagem e todo o ecossistema. Segundo a gerente de Responsabilidade Social da companhia, Maria Clara Fernandes, “os pilares da sustentabilidade e do valor compartilhado, prioritários para a empresa, são reforçados com o Novo Trilho. O programa promove a reciclagem, protege o meio ambiente, gera renda para famílias e ainda garante produtos e serviços em prol da comunidade escolar”.  

Sobre a VLI  

A VLI tem o compromisso de apoiar a transformação da logística no país, por meio da integração de serviços em portos, ferrovias e terminais. A empresa engloba as ferrovias Norte Sul (FNS) e Centro-Atlântica (FCA), além de terminais intermodais, que unem o carregamento e o descarregamento de produtos ao transporte ferroviário, e terminais portuários situados em eixos estratégicos da costa brasileira, tais como em Santos (SP), São Luís (MA) e Vitória (ES). Por quatro anos consecutivos entre as três companhias mais inovadoras do setor de Transporte e Logística no ranking do Valor Inovação, a VLI transporta as riquezas do Brasil por rotas que passam pelas regiões Norte, Nordeste, Sudeste e Centro-Oeste. 

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui