Rio Grande do Sul volta a ter risco de tempestade

100

Áreas no Paraná e em Santa Catarina podem ser afetadas, diz Inmet

Rio Grande do Sul – Ciclone – Sobrevoo, assistência e resgate de pessoas ilhadas em Bom Retiro do Sul (RS). Foto: Marinha do Brasil/RS

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu, nesta terça-feira (12), alerta de perigo de tempestade para a Região Sul do país. A previsão é de alto volume de chuvas, ventos intensos e queda de granizo, com risco de corte de energia elétrica, estragos em plantações, queda de árvores e alagamentos. 

O alerta do Inmet começou às 10h01 de hoje e vai até às 10h desta quarta-feira (13). Além de grande parte do Rio Grande do Sul, o oeste de Santa Catarina e o sudoeste do Paraná podem ser atingidos. Ontem (11), a Sala de Situação do governo gaúcho já advertiu sobre o alto volume de chuva e temporais nos próximos dias, sobretudo na metade sul do estado. 

O Rio Grande do Sul vem sendo afetado pela passagem de um ciclone extratropical, que atingiu o estado no último dia 4 e, associado à chegada de uma frente fria, causou enchentes e estragos 98 municípios. Até o momento, 47 mortes foram confirmadas e oito pessoas estão desaparecidas, segundo a Defesa Civil estadual. 

No domingo (10), o governo federal informou que vai liberar um total de R$ 741 milhões para os municípios gaúchos afetados. Os recursos são de diferentes pastas ministeriais e órgãos federais e serão utilizados em ações de busca e salvamento, assistência humanitária e atendimento à população afetada, restabelecimento de serviços essenciais e reconstrução de moradias, estradas e de um hospital.

Edição: Nádia Franco

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui