Venezuela quer erradicar pobreza extrema que afeta 2,3 milhões de cidadãos

132

BandeiraVenezuela2012

A Venezuela quer tirar da pobreza 7% dos seus habitantes, disse hoje o ministro da Juventude, Víctor Clark, no âmbito da preparação, pelo governo, de um Plano de Erradicação da Pobreza Extrema.

O governo venezuelano iniciou a formação de grupos de trabalho em sete estados da Venezuela, onde há registro de famílias em situação de carência.

“Estamos seguros de que, com esse esforço e com a articulação entre o Ministério da Área Social, os governos estaduais, locais, e a participação do povo organizado, conseguiremos tirar da pobreza esses 7% de venezuelanos, que representam mais de 2,3 milhões de pessoas, que constituem 480 mil lares”, acrescentou o ministro.

Segundo Victor Clark, os grupos de trabalho e as ações de formação ocorrem nos estados venezuelanos de Zúlia, Monágas, Barinas, Cojedes, Apure, Delta Amacuro e Arágua.

Ele explicou que os lares em situação de carência foram detectados por um estudo científico feito pelo Instituto Nacional de Estatística. Com base no estudo, será feita uma abordagem social no âmbito das instruções do presidente Nicolás Maduro para reduzir a zero a pobreza no país.

A Venezuela tinha, em 2013, 31.648.930 habitantes, de acordo com os dados oficiais mais recentes.

Agência Lusa

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui