Começa Cúpula Mundial de Segurança Alimentar sem a participação de líderes do G8

226

Começou na manhã de hoje (16) a Cúpula Mundial de Segurança Alimentar, em Roma. Cerca de 60 líderes de governo participam da reunião cujo objetivo é estabelecer um compromisso mundial para erradicação da fome, que já atinge mais de 1,2 bilhão de pessoas. Entretanto, os chefes das principais economias mundiais, como Estados Unido, França e Inglaterra não compareceram. Entre os representantes do G8, apenas o primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi, anfitrião do evento, participa da cúpula.

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, destacou em seu discurso que milhões de pessoas foram empurradas para a pobreza e a fome em função do aumento do preço dos alimentos. “O mundo produz alimentos mais do que o suficiente, mas temos mais de dois bilhões de pessoas passando fome. Para muitos, viver com fome é uma realidade diária”, disse Ban Ki-moon.

Ele destacou a necessidade de fortalecer a agricultura familiar e os pequenos produtores. “Precisamos não apenas alimentar os famintos, mas dar-lhes poder para que eles possam comer por seus próprios meios.”

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai discursar na abertura da cúpula e deve apresentar as experiências brasileiras que reduziram nos últimos anos a população subnutrida, como o Bolsa Família e o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). A previsão é de que o papa Bento XVI encerre a abertura da cúpula no fim da manhã.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui