Elisabeth a filha de Fritzl está namorando

441

elizabeth_fritzlApós 24 anos mantida em cárcere privado e sofrendo abuso sexual por seu pai, a filha de Fritzl, conhecido como o “monstro de Amstetten”, está morando em uma cidade no interior da Áustria com seu guarda-costas e seus seis filhos, só que de uma maneira muito especial, eles são uma família, Elisabeth e Thomas (seu guarda-costas) estão namorando. Elisabeth foi trancafiada no porão do edifício onde morava e sofreu abusos de seu pai por 24 anos, numa relação incestuosa que gerou sete filhos, um deles faleceu. Josef Fritzl encarcerou a filha quando ela tinha 18 anos e a manteve presa até abril de 2008, na cidade de Amstetten, quando o caso veio a conhecimento público e Fritzl condenado à prisão perpétua.
Colegas de trabalho do rapaz afirmaram que a relação aconteceu simplesmente porque ele passava confiança total a ela. Após iniciar namoro com seu guarda-costas, que seria alguns anos mais novo que ela e funcionário da A.S.T Security, empresa que cuidou da segurança da família, desde que o caso foi descoberto. A família foi internada em uma clínica onde recebeu acompanhamento médico e psicológico. Elisabeth deixou a terapia, está muito melhor, quase recuperada.
Relacionado ao caso, foi descoberto que o porão onde Elisabeth era mantida não possuía restrição acústica, portanto facilmente os vizinhos ouviriam seus gritos, mas mesmo assim por 24 anos Elisabeth foi mantida ali, presa. Em um livro chamado “Os crimes de Josef Fritzl: Descobrindo a verdade”, os autores (os jornalista Stefanie Marsh e Bojan Pancevski) questionam o fato de os vizinhos não escutarem os gritos vindos do apartamento subterrâneo onde o criminoso mantinha suas vítimas.

1 COMENTÁRIO

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui