Em meio a impasse com governo do Equador, Parlamento reelege atual presidente

194

 Em meio a conflitos com o governo do presidente Rafael Correa, a Assembleia Nacional do Equador garantiu a reeleição do presidente Fernando Cordero, de 59 anos – que ficará no controle do Legislativo por dois anos. A reeleição ocorreu graças a apenas um voto de diferença.

Cordero foi consagrado com 60 votos a favor, 59 contra e 3 brancos, além de 2 abstenções. Cordero enfrentou a candidata Betty Amores. A decisão foi tomada sob as ameaças de Correa de dissolver o Parlamento.

“Nós vencemos. Os traidores serão esquecidos muito facilmente “, disse o presidente do Equador, na rede social Twitter. Correa apelou ainda para que todos “unam forças” e acusou a imprensa e o Parlamento de quererem desestabilizar o governo.

Após a votação e a confirmação da reeleição de Cordero, houve gritos e brigas no plenário da assembléia. Sob tensão, Cordero fez um rápido discurso enquanto uma escolta policial tentou acabar com os tumultos.

 

 

Agência Brasil

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui