Hugo Chávez reclama de inflamação no joelho esquerdo

225

Depois de cancelar a visita hoje (10) a Brasília, o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, explicou em detalhes as dores no joelho esquerdo que se acentuaram após um esbarrão. Com o esbarrão, Chávez teve um derramamento de líquido, além de uma inflamação, e passou a sentir fortes dores no local. Orientado por médicos, ele ficará de repouso e adiou a visita ao Brasil, ao Equador e a Cuba. Também é analisada a hipótese de cirurgia.

“Dói muito porque dá um freio no corpo, mas a alma nunca vai ser freada e lenta. É da alma que se faz inflamar mais o espírito de batalha”, disse Chávez.

O presidente venezuelano tinha reuniões marcadas hoje com a presidenta Dilma Rousseff sobre energia elétrica, desenvolvimento de ciência e tecnologia, além de agricultura e habitação.

As informações são da rede estatal de televisão, VTV, e da agência pública de notícias da Venezuela, AVN. “Esta manhã [ontem, 9] eu saí andando e eu comecei a correr antes de embarcar no avião, que estava pronto para sair às 11h, e eu bati meu joelho e há um vazamento de líquido”, disse Chávez.

O presidente venezuelano disse estar com uma inflamação e muita dor. Segundo ele, por causa disso, os médicos recomendaram “repouso absoluto” por tempo indeterminado. Chávez disse que a lesão no joelho é antiga do período que era paraquedista militar e quando também jogava beisebol.

“Eu tenho uma antiga lesão em um joelho, que é resultado dos primeiros anos do beisebol e do paraquedismo e uma vida no Exército. Tenho uma lesão no joelho velho que não aumentou, mas nos últimos meses venho sentindo desconforto e uma dor no joelho que subia para a coxa esquerda”, disse o presidente.

 

Agência Brasil

 

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui