Israel começa a enviar trabalhadores palestinos de volta para a Faixa de Gaza

130

Por Devair G. Oliveira
A região do Oriente Médio depois da resposta de Israel nunca será a mesma, as pessoas que acompanham a história de Israel sabem que a história agora tomará outro caminho, Israel é um país democrático e sempre tratou o povo palestino com imparcialidade, grande parte do povo palestino de Gaza dependia de Israel.

Israel sempre sofreu ataques terroristas do Hamas, mas este do dia 7 de outubro de 2023 com a invasão dos terroristas o aumento de crimes de ódio, quando Hamas matou 1.400 pessoas no sul de Israel. Quase 18.500 moradores de Gaza tinham autorização para trabalhar no território israelense quando a guerra começou, no entanto, em 10 de outubro todas as permissões foram revogadas, hoje 03/11/2023 Israel começou a enviar “milhares” de trabalhadores palestinos de volta à Faixa de Gaza, território que o país bombardeia de modo incessante há várias semanas, segundo uma fonte palestina.

Imagens transmitidas ao vivo pela AFP a partir da cidade vizinha de Rafah mostram pessoas atravessando o posto de fronteira de Karem Abu Salem (chamado de Kerem Shalom do lado israelense), entre Israel e a Faixa de Gaza, no extremo sudeste do pequeno território palestino.

Os retornos forçados para a Faixa de Gaza acontecem poucas horas após o anúncio do gabinete de segurança israelense. “Israel corta todos os vínculos com Gaza, não haverá mais trabalhadores palestinos em Gaza”.

A Faixa de Gaza está sendo bombardeada sem trégua desde 7 de outubro pelo Exército israelense em resposta ao ataque do Hamas contra Israel, no qual pelo menos 1.400 pessoas foram mortas, segundo as autoridades, a maioria civis. (AFP)

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui