Após a subida de quase 20% do Bitcoin, o que esperar do mercado de criptomoedas.

121

Por Devair G. Oliveira
O mercado de criptomoedas nem sempre segue a lógica, na última semana, o mercado acompanhou uma subida surpreendente no valor do Bitcoin e diversas altcoins. O BTC vem subindo desde o dia 07 de fevereiro e já acumula mais de 20% de valorização nas últimas duas semanas, que se deu principalmente por conta dos grandes detentores da moeda, chamados de “baleias”, aumentando suas compras. A informação gerou uma euforia que alcançou todo o mercado, em um momento de grandes expectativas pré-halving.

Acompanhe conosco os principais acontecimentos que podem influenciar no valor do BTC e de diversas outras moedas nos próximos dias.

Entender os fatores econômicos globais é crucial para analisar o mercado de criptomoedas, pois variações na macroeconomia impactam diretamente os investimentos em ativos de risco, como as criptomoedas.

Eventos relacionados na última semana às economias chinesa e japonesa deram alguns sinais que, junto a outros dados macroeconômicos, indicam a trajetória da economia global e, consequentemente, das criptomoedas. Na China, o governo optou por reduzir a taxa de juros, o que pode alavancar o mercado de investimentos, visando reanimar a economia, que vem desacelerando desde 2019. No Japão, a redução do PIB contrasta com o aumento de 1,2% no principal índice da bolsa de Tóquio. Destaca-se também que a capitalização de mercado do Bitcoin atingiu US$1 trilhão pela primeira vez desde 2021, superando o valor do Índice Bovespa.

Bitcoin: As reservas de Bitcoin em corretoras seguem caindo de forma vertiginosa, enquanto o número de carteiras que possuem entre 1.000 e 10.000 Bitcoins seguem subindo nos últimos 30 dias. Vale salientar o fato de o Bitcoin ter atingido os US$52.711, valor 0,5% acima de um dos pontos de resistência indicados por especialistas diversos.

Diferente da análise técnica, a análise on-chain é uma abordagem orientada por dados como, por exemplo, a quantidade de endereços ativos, ou movimentação dos mineradores. Se comparados com os dados históricos, é possível estimar se o preço atual está acima ou abaixo de seu valor fundamental, o ativo terá maior chance de seguir subindo seu preço.

⬆️ Resistências: US$52.7 mil. Caso haja correção o topo irá variar entre US$49.78 mil, US$47.65 mil até US$46.2 mil.
⬇️ Suporte: US46.2 mil

Ethereum: Passada a pressão sobre ETFs do BTC, agora os grandes fundos e investidores atentos fitam os olhos no segundo maior ativo nativo digital, o Ethereum. Mudanças no modelo de validação das transações, novos padrões de tokens surgindo (como o ERC-404) e diversas melhorias visíveis no tokenomics (dados de desempenho da moeda), a pressão para que o ETF seja aprovado é notória.

Com essa expectativa para a aprovação de ETFs, a queda de 2,41% na dominância do Bitcoin sobre outras criptos e o BTC testando sua maior resistência, o Ethereum e outras altcoins estão se beneficiando dos fluxos de capitais. Após romper as resistências de US$2.609 mil e US$2.891 mil:

⬆️ Resistências: US$3 mil até US$3.27 mil.
⬇️ Suporte: US$2.89 mil

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui