Acidentes no carnaval deixam pelo menos 16 mortos

188

Na BR-381, dois caminhoneiros morreram depois que um deles parou o veículo para pegar frutas espalhadas na pista.  Foto: Sidney Lopes/EM/D.A Press

carnaval-1As rodovias continuam a ser o lado triste do carnaval de Minas Gerais. Pelo menos 16 pessoas morreram e algumas dezenas ficaram feridas em diversos acidentes registrados na malha viária do estado, segundo levantamento feito pelo Estado de Minas. O saldo pode ser bem mais trágico, pois as polícias Rodoviária Federal (PRF) e Militar Rodoviária (PMRv) só vão divulgar o balanço da Operação Carnaval Seguro na tarde de quinta-feira. As duas corporações alertam os motoristas que viajaram nesse feriado prolongado para que redobrem a atenção hoje, quando o movimento de veículos promete ser intenso nas BRs e MGs.

Na manhã de domingo, próximo a Igarapé, no km 525 da Fernão Dias, nome oficial do trecho da BR-381 que liga Belo Horizonte a São Paulo, dois caminhoneiros morreram depois que um deles parou o veículo para saquear uma carga de melões, espalhada na pista num acidente anterior, quando o veículo que transportava as frutas tombou. O condutor envolvido nesta primeira ocorrência sofreu ferimentos leves e a carreta foi retirada da pista.

Funcionários da Auto Pista Fernão Dias, concessionária que administra o trecho, estavam no local para retirar a carga esparramada, mas a presença deles não impediu que algumas pessoas saqueassem o produto. Entre eles estava um dos mortos, o motorista Leonardo Pereira da Silva, de 39 anos, que parou o caminhão betoneira, da empresa Top Mix, de Belo Horizonte, placa HGX-5815.

Ele já estava fora do veículo quando surgiu em alta velocidade o Ford Cargo, placa KRA-0494, de Pontal (SP), carregado com sacos de coco ralado. Testemunhas disseram aos policiais que, provavelmente, o Ford apresentava defeito mecânico, pois desceu a rodovia piscando os faróis e buzinando, dando a impressão de que pedia passagem. O veículo se chocou violentamente contra a betoneira, provocando a morte imediata de seu condutor, Lourinaldo Firmino da Silva, de 40, que ainda ficou preso às ferragens.

Já Leonardo foi atingido pela própria betoneira, arremessado contra a carga de melões e soterrado pelas sacas de coco. Ele foi socorrido por funcionários da concessionária. Um helicóptero do Corpo de Bombeiros de Belo Horizonte foi acionado para auxiliar no resgate. A aeronave sobrevoou o local, mas não pousou porque foi constatada a morte da vítima.

O km 525 da Fernão Dias tem um elevado índice de acidentes, segundo o agente Saulo, da Polícia Rodoviária Federal. O traçado da pista é realmente uma armadilha: uma curva acentuada depois de longa descida. O agente, porém, observa que há várias placas de advertência pedindo aos motoristas que diminuam a velocidade.

Outras ocorrências também registraram, neste carnaval, duas mortes cada: na MG-188, perto de Paracatu, no Triângulo Mineiro; na MG-135, em São João das Missões, na Região Norte; e na MG-868, nas proximidades de São Tomé das Letras, no Sul do estado.

Nesse último acidente, que ocorreu no domingo, as vítimas estavam num carro de passeio. O motorista tentou fazer uma ultrapassagem, perdeu o controle e saiu da pista. O veículo atingiu uma árvore em cheio. O condutor e o passageiro não resistiram ao impacto, falecendo no local.

ÔNIBUS

Na Zona da Mata, um ônibus da Viação Útil, que transportava 24 pessoas de São José dos Campos (SP) para Ouro Branco (MG), na Região Central do estado, tombou na madrugada de ontem no km 812 da BR-040, perto de Matias Barbosa. Quatorze passageiros ficaram levemente feridos e foram encaminhados ao Hospital de Pronto-Socorro (HPS) de Juiz de Fora. Porém, cinco vítimas – Adezenir da Silva Araújo, Caio Gonçalo Júnior, Amauri César dos Reis, Guilherme Grossi Neto e Alírio Nogueira – tiveram ferimentos graves e foram transferidas para a Santa Casa, onde permaneciam internadas até a noite de ontem.

Agentes da PRF informaram que o motorista do ônibus, Sílvio Júlio de Almeida Perez, que sofreu ferimentos leves, perdeu o controle numa das curvas da rodovia. O veículo saiu da pista e tombou. O condutor ficou em estado de choque e não soube esclarecer as causas do acidente, que ocorreu por volta das 3h. As vítimas foram socorridas por viaturas da empresa que administra a rodovia, além de carros do Corpo de Bombeiros e da Polícia Rodoviária.

Ricardo Beghini – Estado de Minas
Alfredo Durães – Estado de Minas
Sidney Lopes/EM/D.A Press

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui