Bruno raspa a cabeça e queima os cabelos para evitar exame.

154
Bruno pediu para raspar a cabeça no presídio, segundo a polícia (Foto: Alex de Jesus/O Tempo/AE)

O goleiro Bruno raspou a cabeça no presídio, de acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Civil de Minas Gerais. Bruno pediu para cortar o cabelo na penitenciaria. De acordo com as informações, ele fez um primeiro corte com máquina 3, mas não ficou satisfeito com o resultado. Em seguida, cortou com máquina 1, ficando quase careca. Os pedaços de cabelo cortados foram queimados dentro da cela em frente ao Bruno para não serem usados como provas de exames de DNA, segundo a polícia.

Em 2008, Bruno chegou a fazer uma promessa de só cortar o cabelo se o Flamengo fosse campeão brasileiro. O título não veio, ele manteve a promessa no ano seguinte, prometendo ficar mais sem mexer no cabelo até o final da Copa do Brasil. Quando estava com uma cabeleira vasta, desistiu da promessa antes do prazo.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui