Estelionato

191

Vítima de estelionatário em Manhuaçu

estelionato, Jornal das montanhasNo dia 27 de junho de 2009, em Manhuaçu a Sra. Nair Alves surpreendeu-se ao chegar á agência do Banco Itaú para sacar certa quantia em dinheiro de sua conta e percebeu que não havia dinheiro algum, ao averiguar descobriu também que possuía em seu nome vários empréstimos e que sua conta de fato não pertencia a ela e sim a uma pessoa que efetuara empréstimos e saques em uma agência do mesmo banco e Ribeirão das Neves e Venda Nova. Nair foi vítima de estelionato. Na manhã do dia 27 ela teria ido à agência para sacar uma quantia pequena de dinheiro, por não saber operar as máquinas pediu ajuda a uma pessoa que se encontrava no local. Sem perceber a Sra. Nair caíra numa furada, pois essa pessoa enquanto o ajudava recolhera todos os dados de seu cartão magnético, o autor usou esses dados para criar novos documentos, e no mesmo dia efetuou o golpe. Sra. Nair não foi a primeira e nem será a última vítima de estelionato, um crime que consiste em o autor adquirir vantagens ilícitas sobre as vítimas. Hoje com todo o avanço da tecnologia os casos de estelionato têm sido mais constantes, porém com uma sociedade mais cuidadosa acerca desse fato, estamos perto da conscientização de toda a população. Nair é mais um exemplo para fazer com que as pessoas quando forem às agências bancárias peçam ajuda a apenas funcionários autorizados das agências.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui