OPERAÇÃO EMBOABAS 

572

Receita Federal e Polícia Federal investigam esquema de extração ilegal de ouro

A Receita Federal e a Polícia Federal deflagraram hoje (20/09) a Operação EMBOABAS a fim de desarticular organização criminosa especializada em adquirir ouro proveniente de regiões onde a mineração é proibida e na sequência declarar, mediante fraude, que o metal precioso havia sido extraído de áreas com permissão de lavra garimpeira (PLG) regularmente constituída. 

Também foi identificado que o alvo principal realizava a regularização do ouro através de um cidadão austríaco, que se naturalizou brasileiro, e que afirma ter mais de mais R$ 20 bilhões em barras de ouro em um suposto país independente criado pelo próprio investigado. 

Ao todo, estão sendo cumpridos 4 mandados de prisão preventiva, 48 mandados de busca e Apreensão nas cidades de Boa Vista/RR, Pacaraima/RR, Normandia/RR, Manaus/AM, Adrianópolis/AM, Anápolis/GO, Campo Lindo de Goiás/GO, Tucumã/PA, Santa Maria das Barreiras/PA, Ourilândia do Norte/PA, Ilha Solteira/SP, Uberlândia/MG e Areia Branca/RN, além de outras medidas cautelares. 

Foi deferida, também, ordem de sequestro de bens no montante total de mais de 1 bilhão de reais. 

Os investigados poderão responder pelos crimes de usurpação de bens da União, organização criminosa, lavagem de dinheiro, extração ilegal do ouro, contrabando, falsidade ideológica, receptação qualificada e outros tipos penais.

     Assessoria de Comunicação Institucional Delegacia da Receita Federal do Brasil em MG
Secretaria Especial da Receita Federal do Brasil

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui