Polícia Federal descobre vínculo entre grupos criminosos de São Paulo e do Rio

257

Ivy Farias Agência Brasil

São Paulo – Depois de nove meses de investigação na Operação Riqueza, a Polícia Federal anunciou hoje (14) que há vínculos entre organizações criminosas que atuam no Rio de Janeiro e em São Paulo para comprar, transportar e fornecer cocaína e haxixe. A operação deflagrada hoje cumpre 18 mandados de prisão temporária – 13 em São Paulo e cinco em Campo Grande (MS) – e 33 mandados de busca e apreensão.

Nota da Polícia Federal informa que a droga saía de Ponta Porã (MS) e chegava a São Paulo em carros com fundo falso, para depois ser encaminhada ao destino final, o Complexo do Alemão, no Rio de Janeiro. Hoje a PF bloqueia 39 contas correntes, das quais 14 de pessoas jurídicas e 25 de pessoas físicas que eram usadas como “laranjas”, para disfarçar a real origem do lucro.

Segundo a nota, a PF já apreendeu durante o período de investigações 46 quilos de cocaína, 37 quilos de pasta base, 17 quilos de haxixe, 225 quilos de maconha e prendeu 12 pessoas.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui