Traficante preso em Ipanema

216

Ontem (01/09) por volta de 02h00 da madrugada, A PM tirou novamente de circulação um dos maiores traficantes de entorpecente de Ipanema/MG, Júlio Carlos Pereira, vulgo “Bertô”, que recentemente (10/07) estava envolvido em uma ocorrência de receptação, fato semelhante ao registrado pela PM em 2006, onde Bertô foi preso em flagrante, após a PM cumprir um mandado de busca e apreensão em sua residência onde foi encontrado inúmeros objetos provenientes de furtos realizados na cidade. Dia (01/09) Bertô foi preso por tráfico de drogas, situação semelhante ao do dia 16/10/07, data em que ele foi flagrado pela PM com 29 (vinte e nove) buchas de maconha. A Polícia chegou até Bertô após a prisão de cinco pessoas.

Uma denúncia anônima relatando que estava ocorrendo tráfico de drogas na Residência da Sra. Elizabete da Fonseca, 28 anos, localizada na Rua Sena Figueiredo, 55, no Bairro Vila Vicentina, Ipanema/MG, levou a PM para o local onde depararam com Elizabete, a menor P.F. de O, 14 anos, filha de Elizabete, Bruno Sabino Camilo, 27 anos, Reginaldo Mendes de Amorim, 18 anos e Roque Leno Gomes da Rocha, 36 anos, estes oriundos da cidade de Simonésia/MG, na varanda da casa da suspeita Elizabete, reunidos em volta de uma mesa, havia vestígios de pó branco semelhante a cocaína, dando a entender que eles tinham acabado de fazer o uso de tal substância. A Polícia Militar ao vistoriar o local, encontrou no chão da varanda onde todos se encontravam, um invólucro plástico contendo pó esbranquiçado de menor volume. Nos fundos do quintal da residência de Elizabete, sobre o telhado, localizaram um outro invólucro plástico contendo também pó esbranquiçado, aquele, de maior volume. Ao questionar os presentes sobre a propriedade das substâncias, a PM foi surpreendida, pela adolescente ( filha de Elizabete) de apenas quatorze anos, ao afirmar que toda a substância encontrada tratava-se de cocaína e era de sua propriedade. Esclareceu ainda que trabalha na venda de entorpecentes, para Júlio Carlos Pereira, vulgo “Bertô”; que em 31/08, por volta das 19h00, Bertô lhe entregou três invólucros contendo cocaína para ela vender, tendo a adolescente comercializado um dos invólucros pelo valor de R$ 50,00 (cinquenta reais), para um cidadão desconhecido, bem como vendeu outro para os suspeitos Bruno, Reginaldo e Roque, os quais fizeram uso da substância, sobrando um pouco, este encontrado pelos policiais, próximo ao autores. A adolescente infratora ainda afirmou para os militares que a cada dez (10) invólucros de cocaína que ela vendia para o autor Bertô, ela recebia (03) invólucros como pagamento pela venda realizada.

Os suspeitos Bruno, Reginaldo e Roque, alegaram terem pago R$ 30,00 (trinta reais) à adolescente infratora, e ela lhes forneceu cocaína para fazerem uso. Indagada sobre o dinheiro recebido, a adolescente respondeu que havia entregado o valor recebido para o autor Bertô.

A PM realizou rastreamento pelas ruas da cidade e localizou Bertô, que ao avistar a viatura policial tentou fugir, sendo imobilizado e preso pelos policiais da guarnição.

Diante das evidências de Tráfico de Drogas e favorecimento para o tráfico, foi efetuada a prisão de Elizabete, Bruno, Reginaldo, Roque, Bertô e a apreensão da adolescente P.F. de O, de apenas 14 anos. Dos envolvidos na ocorrência, apenas Bertô foi autuado em flagrante por Tráfico de Substâncias Entorpecentes.

1 COMENTÁRIO

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui