Daniel Dantas depõe hoje na CPI

186

a20dantasSerá que a Rede Globo vai dar o mesmo espaço nessa notícia como ela faz quando é o delegado Protógenes Queiroz,  parece que Daniel Dantas deve ser muito íntimo da Globo, não duvido nada da notícia virar contra o delegado, porque eles não falam mais na dinheirama que filmaram com alguém querendo comprar o silencio do delegado,  infelizmente é como diz o jornalista Boris o Brasil precisa ser passado a limpo, a impressão que temos é que os delegados da policia federal são culpados.
A CPI das Escutas Telefônicas Clandestinas ouve hoje o banqueiro Daniel Dantas. A reunião está marcada para as 10h, no plenário 9. Esse será o segundo depoimento de Dantas à comissão. Em agosto de 2008, os parlamentares questionaram o banqueiro sobre a eventual participação dele em um esquema de escutas clandestinas feitas pela empresa americana Kroll. Dantas negou envolvimento no caso.
O fato foi investigado pela Operação Chacal, da Polícia Federal. A suspeita é que as escutas tenham sido encomendadas por Daniel Dantas durante a disputa com a Telecom Itália pelo controle acionário da Brasil Telecom. O inquérito demonstrou que a Kroll também investigou autoridades brasileiras.
As informações da Operação Chacal são mantidas em sigilo desde 2004. Ontem, a CPI das Escutas Telefônicas Clandestinas aprovou requerimentos do relator, deputado Nelson Pellegrino (PT-BA), sobre o caso. Pellegrino pede que duas varas criminais de São Paulo enviem informações sobre processos referentes à Operação Chacal.
O objetivo, segundo o relator, é colher dados sobre os denunciados. “A requisição dessas informações são imprescindíveis para o avanço e a continuidade das investigações da CPI”, argumenta o relator.
O depoimento do delegado Paulo Lacerda, ex-diretor-geral da Polícia Federal e da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), marcado para ontem, foi cancelado. Adido policial da embaixada brasileira em Lisboa, Lacerda pediu para prestar as informações à comissão por escrito. O delegado obteve uma liminar do Supremo Tribunal Federal (STF), que suspende o depoimento à CPI até o julgamento final de um pedido de habeas corpus.
A comissão aprovou ainda um requerimento para ouvir o ministro-chefe da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, Roberto Mangabeira Unger. Ele deve prestar esclarecimentos sobre possíveis escutas clandestinas de que teria sido vítima.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui